Eliminação do Uruguai impede clássico com Brasil, que não acontece em Copas desde Pelé

Mesmo ganhando de Gana nesta sexta-feira, o Uruguai não se classificou para oitavas de final e inviabilizou o clássico contra o Brasil em Copas, que poderia acontecer depois de 52 anos sem enfrentamentos. A última vez em que as duas seleções encontraram em uma competição do mesmo porte foi em 1970, data em que, liderados por Pelé, os canarinhos levaram melhor e eliminaram os uruguaios nas semifinais.

Protagonistas de clássicos marcantes em Copas do Mundo, Brasil e Uruguai já se enfrentaram duas vezes em competições do mesmo nível: Em 1950, quando a seleção brasileira perdeu a final por 2 a 1 em casa, de virada, na partida que ficou conhecida como “Maracanaço”; e em 1970, quando os canarinhos tiveram uma revanche e, liderados por Pelé, venceram a semifinal - avançando para o jogo que deu o tricampeonato para o país.

Brasil e Uruguai poderiam se enfrentar novamente em 2022 se a seleção de Luis Suárez conseguisse se classificar para o mata-mata do Catar. Mas os uruguaios também precisavam que os Portugueses vencessem a Coreia do Sul, que caso ganhasse ficaria com o lugar que seria dos representantes da América do Sul neste grupo.

Após os sul-coreanos virarem o jogo contra Portugal, acabaram com o sonho dos uruguaios e os deixaram de fora das Oitavas de final da Copa do Catar pelos critérios de desempate. Provavelmente, os asiáticos serão os adversários do Brasil no mata-mata.