Elenco desmente insatisfação com treinos de Milton Mendes

Eliminado do Campeonato Carioca e da Copa do Brasil, o Vasco só vai voltar a disputar uma partida oficial no dia 14 de maio, quando estreia no Campeonato Brasileiro a partir das 16h (de Brasília), visitando o Palmeiras no Palestra Itália, em São Paulo (SP). Tentando tirar proveito do período sem jogos para impor a sua filosofia de trabalho e suas determinações táticas, o técnico Milton Mendes tem comandando atividades em período integral, o que fez surgir a informação de que alguns atletas, dentre eles o zagueiro Rodrigo e o atacante Luís Fabiano, estariam insatisfeitos.

Um dos líderes do atual elenco e um dos atletas com mais prestígio junto aos torcedores, o goleiro uruguaio Martin Silva descartou essa situação.

“Não estamos vivenciando nenhuma rotina de treinos fora do comum. Quando o Milton Mendes chegou não existia tempo para treinos pois o Vasco estava vivendo no meio de um processo de decisões no Campeonato Carioca. Agora podemos nos preparar para termos um grande Campeonato Brasileiro e ele está querendo aproveitar ao máximo esse tempo. Não percebi de nenhum jogador insatisfação com isso e ninguém colocou no vestiário que não estava gostando. Sinceramente isso não existiu. O nosso pensamento está todo voltado na melhor preparação do Vasco para o Brasileirão”, afirmou o goleiro.

Milton Mendes e a diretoria não se posicionaram sobre isso, porém, nos bastidores há quem garanta que o fim do ciclo de alguns medalhões do elenco estaria próximo, como o caso do próprio Rodrigo.

A comissão técnica não divulgou a programação para o fim de semana, mas neste sábado o elenco treina pela manhã. Existe a possibilidade de que no domingo o plantel ganhe uma folga. Os dirigentes tentam se organizar para a realização de amistosos neste período sem partidas oficiais para que o Vasco não perca o ritmo de jogo. Algumas tratativas com o Náutico estão bem adiantadas, pois o Timbu só tem pela frente a disputa do terceiro lugar do Campeonato Pernambucano. O time já não luta mais pelo título estadual e foi eliminado da luta pelo caneco da Copa do Nordeste.