Filho de Trump prega que pai faça "guerra total" para contestar eleição

·2 minuto de leitura
Foto: MONEY SHARMA/AFP via Getty Images
Foto: MONEY SHARMA/AFP via Getty Images

Diante de uma provável derrota de seu pai, Donald Trump Jr. foi às redes sociais para deixar o cenário das eleições norte-americanas ainda mais tenso. O filho do republicano afirmou que Trump deveria ir “para a guerra total” para expor uma suposta fraude, alegada por seu pai, que não apresentou provas para justificar a tese.

"A melhor coisa para o futuro da América é Donald Trump ir para a guerra total nesta eleição para expor toda a fraude, enganação, eleitores mortos e ex-moradores do estado, que têm seguido por tempo demais. É hora de limpar essa bagunça e parar de parecer como uma república de banana", escreveu Donald Trump Jr. , em um post no Twitter.

Leia também

Apesar do discurso explosivo de Donald Trump e de seu filho, nomes importantes do próprio partido republicano já se demonstraram contra a retórica do presidente de desacreditar o processo eleitoral que mostra uma vitória provável para o democrata Joe Biden.

Em pronunciamento na Casa Branca nesta quinta (5), o atual presidente Donald Trump afirmou que venceu a eleição presidencial dos Estados Unidos. E sem qualquer prova, o candidato republicano alegou que os democratas podem tentar “roubar a eleição com votos ilegais”.

“Se contarmos os votos legais, eu venci sem problemas. Se contarem os votos ilegais, eles estão tentando mudar os resultados”, afirmou Trump logo no início do pronunciamento.

Diante das acusações infundadas, várias redes de TV americanas interromperam a transmissão do discurso do presidente Donald Trump, por considerarem que o conteúdo do mesmo propagava a desinformação.

Trump liderava com uma boa margem em vários estados decisivos com os votos registrados no dia da eleição, mas com a contagem dos votos enviados por correio, a liderança diminuiu em vários casos. Em alguns deles, como Michigan e Wisconsin, a vitória de Biden já foi declarada.