Eleição que ocorre no Vasco tem momento de confusão e agressão física

LANCE!
·1 minuto de leitura


A tranquilidade que pairava neste sábado sobre São Januário durante a eleição presidencial do Vasco acabou. Grande benemérito do clube, Luís Manuel Fernandes acusa Rodrigo Stockler, fiscal da chapa Sempre Vasco, de agressão.


A confusão aconteceu por volta das 13h30, no ginásio de São Januário, onde ocorre a votação.

- Ele me deu um soco e eu cai para trás - disse Luís Fernandes antes de seguir para a 17ª Delegacia de Polícia Cívil, para onde seguranças do clube levaram Rodrigo.

Após o entrevero, o clima voltou a normalidade no ginásio de São Januário.

Tentativa de suspensão

O presidente da Assembleia Geral do Vasco, Faués Cherene Jassus, o Mussa, acionou o Judiciário, pouco antes do início da votação presencial para presidente neste sábado, para suspendê-la novamente. O dirigente fez um pedido de reconsideração ao desembargador Camilo Ribeiro Rulière, relator da decisão que, na sexta-feira, determinou a realização do pleito. A informação é do site "Esporte News Mundo" e foi confirmada pelo LANCE!.