'Efeito Bruno': Kanxa também pode romper contrato com Boa Esporte

A empresa de suplementos alimentares Nutrends Nutrition foi a primeira e a Kanxa, material esportivo, pode ir atrás.

Os representantes da empresa, embora não possam opinar, não aprovaram a contratação de Bruno. O que deixou os responsáveis mais chateados foi ver a imagem do goleiro com a marca da Kanxa.

(Divulgação Boa Esporte)

O presidente do Boa, Rone Moraes da Costa, está ciente dos fatos.

Procurado pelo blog ele não retornou o contato. Nem ele, nem a assessoria do clube.

Quem se mantém firme, pelo menos até agora, é Rafael Gois, dono do grupo “Góis e Silva”, que foi candidato a prefeito de São Gonçalo de Sapucaí, em Minas Gerais, mas teve a indeferida a candidatura.