Eduardo vê vitória justa e vibra: 'O Palmeiras aprendeu a não desistir'

Assim que chegou à sala de imprensa, Eduardo Baptista disse que estava "quase" recuperado do carrossel de emoções que viveu na sofrida vitória sobre o Peñarol (URU). Depois de mais uma vez ganhar na Libertadores com um gol no último minuto, o técnico considerou justo o resultado e elogiou a postura de seu time, que não se entregou mesmo com a expulsão de Dudu no fim.

- O Palmeiras aprendeu a não desistir. Tentamos até o último minuto, criamos chances, martelamos, não demos chutão, usamos a bola no chão. Poderia ter sido mais fácil, sim, mas tem este tipo de vitória que fortalece mais o grupo. Que bom que vencemos. Se fizéssemos cinco gols não seria exagero. É ter tranquilidade e equilíbrio para em outra situação dessa matar o jogo - explicou o técnico, no Allianz Parque.

- É um time que está amadurecendo e que vai evoluir com a competição. Ter uma equipe que consiga equilibrar o contato do jogar. Tem de ter o contato, é uma competição que exige, mas também tem de saber acelerar a bola - acrescentou.

O Verdão foi para o intervalo perdendo por 1 a 0 para os uruguaios e sem jogar bem. A equipe voltou com outra postura sem ter mudado peças: Eduardo Baptista apenas orientou Willian e Dudu a jogarem mais abertos e prestarem atenção no espaço que Guerra teria no meio-campo. Foi assim que a virada veio em menos de cinco minutos.

- Conduzimos muito a bola no primeiro tempo e era tudo que eles queriam. Afunilamos muito o jogo, procuramos o contato físico. E no segundo tempo foi só uma conversa de acelerar a bola, trabalhar em um, dois toques e fizeram bem. Poderíamos ter feito, três, quatro gols. E o segundo tempo foi assim. Tivemos paciência, inúmeras chances reais. O time uruguaio também é viril, foram entradas duras dos dois lados, mas houve respeito. A sacada foi fazer nosso jogo, independente do Peñarol - completou.

Com sete pontos em três jogos, o Palmeiras lidera o Grupo 5 da Libertadores, um ponto à frente do Jorge Wilstermann (BOL) e três do Peñarol (URU), terceiro da chave. O próximo jogo pela competição será no dia 26 de abril, novamente contra os uruguaios, agora em Montevidéu.









E MAIS: