Eduardo Baptista indica retorno de Tchê Tchê contra o São Paulo

O único treinamento do Palmeiras antes do clássico contra o São Paulo foi realizado sem a presença da imprensa. Na véspera do clássico, o técnico Eduardo Baptista evitou detalhar a escalação, mas indicou que o retorno de Tchê Tchê está entre as alterações planejadas.

Escalado como titular diante do Botafogo-SP, pela primeira rodada do Campeonato Paulista, Tchê Tchê marcou o gol da vitória e sofreu uma lesão no ombro esquerdo. O meio-campista, recuperado, deve ser aproveitado por Eduardo Baptista no clássico deste sábado, possivelmente ao lado de Thiago Santos, uma vez que Felipe Melo está suspenso.

“É claro que, para atingir o auge físico, o atleta precisa atuar. Ele já está pronto para começar um jogo. Poderíamos ter levado para a Argentina, mas perderíamos dias preciosos de treino. Vamos estudar algumas coisas, mas ideia é começar com ele. Quando se lesionou, vivia um grande momento”, afirmou Eduardo.

Como enfrentou o Atlético Tucumán na última quarta-feira e pega o Jorge Wilstermann na próxima quarta, Eduardo Baptista deve poupar alguns atletas para a Copa Libertadores. Veteranos como Edu Dracena e Zé Roberto, por exemplo, dificilmente participarão do duelo com o São Paulo.

Uma das novidades do time palestrino para o clássico pode ser o retorno do lateral direito Fabiano. Vitimado por uma lesão muscular diante do Ituano, pela segunda rodada do Campeonato Paulista, ele tem chances de retornar no lugar do desgastado Jean. Dudu, mais um desgastado, também pode ficar fora.

Eduardo ainda prometeu analisar o estado físico do centroavante Miguel Borja, que foi titular pela primeira vez diante do Atlético Tucumán e acabou substituído por Willian. Uma possível escalação para o clássico tem Fernando Prass; Jean (Fabiano), Yerry Mina, Vitor Hugo e Egídio; Thiago Santos e Tchê Tchê; Roger Guedes (Borja), Guerra e Michel Bastos; Willian.

“Quando cheguei, falavam que o elenco do Palmeiras era muito extenso, mas agora podemos trocar algumas peças e manter o nível. Vamos procurar colocar em campo aqueles que estiverem em melhor momento. Se alguém que foi titular não der segurança, temos atletas no mesmo nível para suprir”, disse Eduardo.