Eduardo Baptista exalta perseverança e diz que 'vitória não pode empolgar'

EDUARDO RODRIGUES

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Palmeiras precisou de muito paciência nesta quarta-feira (15) para vencer o Jorge Wilstermann, da Bolívia, pela segunda rodada da Libertadores.

O gol marcado aos 50 minutos da etapa final pelo zagueiro Yerry Mina coroou uma equipe que acreditou na vitória até o último minuto de partida. A entrega, inclusive, foi exaltada pelo técnico Eduardo Baptista em entrevista coletiva.

"Essa vitória mostra um time com identidade, extremamente aguerrido e técnico, tentando jogar a todo momento", disse o treinador.

"Se não foi futebol plástico, foi com futebol de Libertadores. Faltam mais quatro jogos e o espírito é esse: aguerrido, sem ser desleal e buscando o jogo a todo momento. Jogo poderia ter facilitado se fizéssemos as chances, mas fomos equilibrados e buscamos o gol até o último momento", completou.

Embora tenha comemorado o primeiro resultado positivo nesta edição da Libertadores, Baptista evita a empolgação. Os jogadores saíram de campo eufóricos puxados pelo canto da torcida, que fez muito barulho ao fim do duelo.

"A vitória não pode empolgar, dizer que está tudo certo", afirmou. "Temos muito a percorrer, mas esta semana está sendo muito boa por mostrar o nosso caminho", finalizou.

O clube alviverde agora dá uma pausa no torneio continental -retorna no dia 12 de abril- e volta suas atenções para o Campeonato Paulista. No próximo domingo (19), O Palmeiras enfrenta o Santos, na Vila Belmiro, e o técnico já faz projeções para a sequência de jogos.

"É mais uma decisão [contra o Santos]. A partir de abril, tem finais do Paulista e dois de Libertadores. Estamos nos preparando para este momento. Jogo do Santos é mais um jogo pesado para ser encarado com seriedade para chegarmos bem em abril, atingindo objetivos que traçamos para o primeiro semestre", comentou.

Eduardo Baptista não quis revelar quem será titular no clássico. No último sábado, o treinador também escondeu a escalação até minutos antes do confronto diante do São Paulo e levou a campo um time misto.

Leia também