Edmundo chora ao lembrar de irmão assassinado pelo tráfico no Rio: 'O futebol me afastou dele'

·1 minuto de leitura


O ex-jogador Edmundo participou do podcast 'Inteligência LTDA', no youtube, e relembrou um dos momentos mais doloridos de sua vida: o assassinato do irmão, no Rio de Janeiro em 2006. O ídolo de Vasco e Palmeiras chorou ao lembrar que não conseguiu vir para o Brasil para participar do velório, quando jogava no Japão.

- O futebol me afastou dele e o futebol também não deixou me despedir dele. Eu tenho muita fé ainda. É mais um pedido, nem é bem uma dúvida. Eu só sei disso. Eu quero encontrar meu irmão de novo - disse ele, que espera que esse encontro seja espiritual.

- Eu tenho uma dúvida na minha vida. Já passei pela igreja evangélica, pela católica, pela umbanda e me encontrei no espiritismo. Minha dúvida é se vou ver meu irmão de novo. Eu quero ver o meu irmão de novo. Quero poder abraçar meu irmão de novo - completou.

Edmundo ainda relembrou as circunstâncias da morte do irmão, Luís Carlos Alves de Souza, que na época do crime tinha 26 anos.

- Ele se envolveu com drogas e com pessoas erradas. Mas era um menino tão bom, tinha tantos sonhos. Eu sinto saudade dele todos os dias. Embora eu não seja tão amoroso assim, eu não sou de demonstrar... Eu sinto saudade dele todos os dias. Éramos unha e carne - afirmou.

Luiz Carlos foi encontrado morto no porta-malas de um carro no bairro de Anchieta, Zona Norte do Rio, no dia 25 de novembro de 2002, dois dias após ter desaparecido. Ele era dependente químico e foi morto por traficantes.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos