Edgardo Bauza é demitido da Seleção Argentina

Depois de reuniões, negociações, rumores e até áudios vazados, foi confirmado o que já se sabia há algum tempo: Edgardo Bauza deixou de ser o treinador da Seleção Argentina.

Claudio Tapia, presidente da AFA (Associação do Futebol Argentino), confirmou a demissão e revelou que ele foi o responsável por dar a notícia ao antigo comandante do São Paulo.

"Comuniquei a Bauza que ele deixa de ser o técnico da Seleção Nacional", disse o Chiqui, depois de resolver a saída de Patón em conversa com o seu empresário.

Além disso, o chefe da federação argentina contou que, nesta terça-feira (11), haverá uma entrevista coletiva em que contará os detalhes da saída do treinador. Ele ainda se irritou quando perguntaram sobre o sucessor de Bauza. O dirigente alega que a ira foi causada pela recente saída de Patón. 

O último jogo do treinador à frente da equipe nacional foi pela 14ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo. Na ocasião, a equipe foi derrotada pela Bolívia, por 2 a 0, em La Paz.

GFX Edgardo Bauza Argentina

Os números de Bauza à frente da Seleção Argentina não são nada positivos. Em oito partidas disputadas, todas pelas Eliminatórias, ele obteve o mesmo número de derrotas e vitórias - três de cada. Ainda foram dois empates. Entre os reveses, está a goleada por 3 a 0 para o Brasil de Tite, no Mineirão, em novembro do ano passado.

Hoje, a Argentina ocupa a quinta colocação do torneio classificatório com 22 pontos, um a menos que o Chile, último da zona de classificação para a Copa do Mundo da Rússia, em 2018. Caso fique na atual posição, a Albiceleste enfrentará o vencedor das Eliminatórias da Oceania.