Ederson e os pênaltis do City: os números que fazem Guardiola "promover" o goleiro a batedor

Goal.com

Até mesmo o técnico Pep Guardiola já admitiu que o Manchester City tem problemas na hora de bater pênaltis, o que é um problema, ainda mais com os mata-matas da Liga dos Campeões se aproximando.

Depois do Gabriel Jesus desperdiçar uma batida contra o Sheffield United, Guardiola se pronunciou o sobre o desempenho aquém do esperado neste fundamento. "Tenho que refletir sobre isso. Eu sempre dou confiança aos jogadores para que tomem a decisão, mas talvez eu tenha que decidir quem vai bater vai bater ", disse após o jogo.

Mas não é só Gabriel Jesus que tem falhado com os pênaltis, os números do City não são nada animadores. Além de Gundogan e Aguero, o clube está extremamente carente neste quesito.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Raheem Sterling oficialmente só cobrou duas vezes, perdeu uma e marcou a outra. Mas também perdeu uma cobrança que teve de ser refeita, resultando em dois perdidos e um feito.

Até mesmo Fernandinho, muito elogiado por seu treinador, não vai bem neste fundamento. Mesmo quando era o melhor jogador da equipe juvenil, ainda no Brasil, o jogador já não se comprometia com as penalidade. Com isso, desde os tempos de Shakhtar, Fernandinho não cobra um pênalti sequer.  

Fernandinho City Liverpool premier League 03 01 2019
Fernandinho City Liverpool premier League 03 01 2019
(Foto:Getty Images)

Outra opção seria David Silva, mas este só marcou um gol da marca do pênalti em seus 10 anos de City.

Riyad Mahrez tem um bom desempenho na carreira, marcou nove vezes em 15 cobranças, mas na única chance que teve no City perdeu em um momento importante na corrida pela título daquele ano.

DeBruyne só cobrou um, que acabou nas mãos do goleiro.

Sergio Aguero, Sheffield Utd vs Man City
Sergio Aguero, Sheffield Utd vs Man City
(Foto:  Getty)

Sergio Aguero tem um histórico bastante forte, convertendo 46 dos 58 pênaltis que cobrou durante a carreira. Mas suas estatísticas são muito ruins na Europa, quando a pressão é grande, perdendo todos os três pênaltis que ele cobrou na fase de mata-mata da Liga dos Campeões.

Com isso, dentre os jogadores de linha, sobra Gundogan, que nunca perdeu uma cobrança em toda a sua carreira profissional. 

Mas existe outra alternativa: o goleiro Ederson. Nos treinos, é comum ver o brasileiro derrotando seus companheiros de gol nas cobranças e Guardiola já admitiu que ele é a melhor opção do time.

"Eu sou bom em penalidades. Se o Pep me pedir para o cobrar, eu estou lá. Com sorte, vai acontecer. Eu gostaria de marcar", disse o goleiro que tem Rogërio Ceni como herói.

Guardiola, porém, não pensou seriamente em permitir que o seu número 1 cobrasse penalidades, insistindo que elas deveriam ser cobradas por jogadores de linha.

No entanto, os concorrentes de linha não estão se mostrando merecedores do posto de cobrador oficial do time inglês.

Leia também