Edílson diz estar surpreso com saída do Cruzeiro, mas evita críticas à diretoria do clube mineiro

Valinor Conteúdo
LANCE!


O lateral-direito Edílson, agora ex-Cruzeiro, se manifestou após ser comunicado pelo clube mineiro de sua rescisão de contrato, na manhã desta sexta-feira, 5 de junho. O jogador usou sua conta no Instagram para se despedir da torcida celeste e revelou surpresa com a decisão da Raposa, porém sem entrar em conflito com a diretoria. Além dele, o meia Robinho também teve o seu vínculo rescindido com a Raposa.

-Não posso dizer que não fiquei surpreso com a decisão da diretoria do Cruzeiro. Desde o início do ano tenho feito todos os esforços para colaborar com o momento do clube e cheguei a reduzir meus vencimentos de maneira significativa. Também não foi a maneira que imaginei sair daqui. Um lugar que me recebeu muito bem e onde fui vitorioso conquistando uma Copa do Brasil e dois Estaduais- postou.

A dupla também teve bons momentos no Cruzeiro, com conquistas de títulos. Robinho, que chegou em 2016 teve altos e baixos, mas contava com o apoio do torcedor e dos treinadores que passaram pela equipe. Ele foi bicampeão da Copa do Brasil(2017 e 2018), e bi do Mineiro(2018-2019). Pelo Cruzeiro fez 180 jogos, marcando 25 gols.

Já Edílson, que aportou na Toca da Raposa em 2018, vindo do Grêmio, teve uma passagem com mais polêmicas do que boas atuações, além de diversas lesões. Ele foi um dos protagonistas das discussões com Rogério Ceni, em 2019, gerando mal estar no elenco. Venceu a Copa do Brasil de 2018 com a Raposa e foi bicampeão Mineiro, em 2018 e 2019. Fez 75 jogos e marcou três gols.

Tanto Robinho, quanto Edílson aceitaram receber o que o Cruzeiro lhes devia de forma parcelada e para iniciar os pagamentos a partir de maio de 2021, além de se enquadrarem no teto do clube em 2020. Confira o comunicado da Raposa sobre a saída dos dois.








Leia n a mensagem de Edílson

Não posso dizer que não fiquei surpreso com a decisão da diretoria do Cruzeiro. Desde o início do ano tenho feito todos os esforços para colaborar com o momento do clube e cheguei a reduzir meus vencimentos de maneira significativa.

Também não foi a maneira que imaginei sair daqui. Um lugar que me recebeu muito bem e onde fui vitorioso conquistando uma Copa do Brasil e dois Estaduais.

Estava com o objetivo de fazer o Cruzeiro voltar para o seu lugar, a primeira divisão do Brasileiro. Será um ano difícil, mas tenho certeza de que a força dessa camisa irá superar as adversidades.

Fica meu lamento pelo projeto não ter sido concluído da maneira imaginada. Mas com muito orgulho de ter jogado no Cruzeiro Esporte Clube.

A nova diretoria do Cruzeiro foi transparente e me tratou de maneira objetiva, elegante e respeitosa. Deixo claro também que desejo toda a sorte do mundo à essas pessoas que hoje comandam uma das maiores agremiações do país.

Agora pensarei com calma o futuro, conversando com meu empresário e família. O trabalho continua e penso que 2020 ainda reserva conquistas!













Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também