“É coisa de bolsominion”, diz Arthur do Val sobre informação distorcida nas redes sociais

Yahoo Notícias
Deputado foi parar nos assuntos mais comentados do Twitter. Foto: José Antonio Teixeira/Alesp
Deputado foi parar nos assuntos mais comentados do Twitter. Foto: José Antonio Teixeira/Alesp

O deputado estadual Arthur do Val (Patriota), também conhecido como Mamãe Falei, por conta de seu canal no YouTube, viu seu nome entrar nos assuntos mais comentados do Twitter na manhã desta terça-feira (9) após o MP-SP (Ministério Público de São Paulo) receber uma notícia-crime contra o integrante do MBL (Movimento Brasil Livre).

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Nas redes sociais, alguns perfis afirmaram que ele teria sido denunciado pelo MP pela prática de rachadinha (quando um parlamentar fica com parte do salário de funcionários). No entanto, Arthur é alvo de uma denúncia anônima que foi enviada ao órgão. Ao Yahoo, o Ministério Público disse, por meio de nota, que “recebeu notícia-crime contra o deputado e está analisando o caso”.

Leia também:

A confusão aconteceu por conta de um texto publicado em um blog chamado Estudos Nacionais, que chegou a ser compartilhado pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL), filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), mas que foi apagado da sua conta minutos depois.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Na notícia-crime, é feita a acusação de que o deputado faz pagamento de gratificações irregulares a assessores e que emprega funcionários fantasmas. Questionado pela reportagem do Yahoo, o parlamentar afirmou que está sendo vítima de calúnia. “Quando fomos ver o PDF, na hora, a gente já entendeu: ‘isso aqui é coisa de bolsominion’. A denúncia não tem pé nem cabeça. O cara apresenta zero materialidade”, diz.

“Ele confunde, fala que meu assessor estava no deserto do Himalaia, sendo que ele estava aqui no Chile. Foi uma coisa de dois dias e ele tomou falta. Depois, ele acusa a gente de ter empresa. E daí? 100% sem materialidade. Não é uma denúncia. É uma notícia-crime que qualquer um pode fazer”, afirma.

Segundo Arthur, o advogado Rubinho Nunes, do MBL, vai processar o blog que escreveu o texto sobre a notícia-crime. “Essa não é uma perseguição especificamente ao Arthur. Esse é o modus operandi desse pessoal a qualquer inimigo do bolsonarismo. Eles pegam figuras que se destacam mais na luta contra o [Jair] Bolsonaro e fazem essas coisas”, diz.

“Qual resultado que eles esperam? Eles não esperam que essa denúncia ande e que eu seja pego. Realmente, eles sabem que eu não faço nada. Não tem o menor sentido eu fazer. Se quiser, eu abro meu sigilo. Quem não deve, não teme. Eles só querem a manchete. O que acontece? Nos grupos de WhatsApp, o print vai rolando e o cara não vai nem ler a matéria. E aí, já tá rolando um monte”, explica.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também