Dyego Coelho deixa legado com presença de jovens no Corinthians

LANCE!
·2 minuto de leitura


O técnico Dyego Coelho deixou o comando da equipe sub-20 do Corinthians na última quarta-feira, em comum acordo com a diretoria do clube. Em dois anos no comando da categoria o treinador somou 71 vitórias em 125 partidas, além do vice-campeonato da Copa do Brasil e uma semifinal da Copa São Paulo, mas deixa principalmente um legado com atletas formados nas categorias de base do clube atuando pelo time profissional com frequência.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão clicando aqui

GALERIA
> Cássio é Top 10! Veja os jogadores que mais vestiram a camisa do Corinthians

Coelho esteve à frente da equipe principal em 15 oportunidades e algumas delas ficaram marcadas pelo lançamento de jovens que até então não tinham oportunidades. Em 2019, promoveu a estreia de Lucas Piton na última rodada do Campeonato Brasileiro, diante do Fluminense. O lateral deu assistência para o gol de Gustavo e em janeiro de 2020 já deixaria de integrar o elenco que disputaria a Copinha para viajar para os EUA na pré-temporada.

Em 2020, a história se repetiu. Após a saída de Tiago Nunes, Coelho assumiu de forma interina e apostou em dois garotos na partida contra o Bahia: Roni, que marcou um gol na vitória por 3 a 2, e Xavier.

Ambos seguiram tendo oportunidades e hoje são peças do grupo de Vagner Mancini. Nas rodadas seguintes o ex-lateral também deu a primeira chance ao jovem Gustavo Mantuan, que se tornou titular antes de sofrer contusão defendendo a Seleção Brasileira sub-20.

Atualmente o elenco do Corinthians conta com oito atletas que atuaram com Coelho no sub-20: os goleiros Guilherme e Matheus Donelli, o zagueiro Raul Gustavo e o meia Gabriel Pereira, que atuaram diante do Bahia na última quinta-feira, sendo que Gabriel deu assistência para seu xará volante marcar o gol de honra na derrota por 2 a 1. Além deles, os já citados anteriormente.