Dupla de zaga recebe elogios e Emílio mantém dúvida no gol para quinta

Gatito Fernández - que não tem sido titular pelo Paraguai - pode retornar ao time contra a Portuguesa. Mas auxiliar - que elogiou atuação de Saulo - prefere deixar a decisão para Jair

Sem Carli, Emerson Silva e Marcelo, o Botafogo jogou com uma dupla de zaga para lá de alternativa no duelo do último domingo, contra o Bangu. A defesa foi composta por Renan Fonseca e Igor Rabello que, apesar de já terem atuado juntos na Taça Guanabara, não estão entre as principais opções para o setor. E o resultado do conjunto acabou agradando a comissão técnica alvinegra.

- A zaga foi bem, a situação dos números já diz. Ou seja, nós não tomamos gol nenhum. Então ela se portou muito bem, dentro da situação até de um jogador a menos. No segundo tempo, o número de oportunidades do Bangu foi praticamente nenhum - enalteceu Emílio Faro na coletiva depois do confronto.

Outro elogiado pelo comandante alvinegro no jogo foi o goleiro Saulo, que fez importante defesa aos 4 minutos de jogo, em cabeçada de Loco Abreu. No seu segundo jogo pelos profissionais, a revelação saiu sem sofrer nenhum tento.

Para quinta-feira, contra a Portuguesa-RJ, em Los Larios, fica a dúvida agora quanto a presença de Gatito Fernández na equipe. O Paraguai enfrenta o Brasil na terça, em São Paulo. Mas o goleiro não tem sido titular na Seleção e poderia ser mais uma opção para o técnico Jair Ventura visando o duelo na Taça Rio.

- Deixo para o Jair, a situação da frente é dele. Hoje estou representando ele aqui, não teve nenhum tipo de contato, e eu vou até a página dois. Essa aí é a página três (risos). A gente não vai adiantar nada. O Saulo se saiu muito bem, foi tranquilo na partida. A equipe de um modo geral foi muito bem - completou.







E MAIS: