Dupla ideal? Mina e Dracena ganham importância até armando no Verdão

Thiago Ferri

Quando Róger Guedes cruzou a bola no último lance de Palmeiras x Jorge Wilstermann (BOL), os dois "atacantes" que tentaram definir a jogada foram os zagueiros Edu Dracena e Mina. O camisa 3 não alcançou, mas o colombiano tocou para definir a importante vitória palmeirense na Libertadores. Neste domingo, contra o Santos, os dois fazem a segunda partida seguida juntos para aumentar as dúvidas sobre a defesa ideal alviverde.

No Brasileirão, Mina e Vitor Hugo eram os titulares, com Edu Dracena sendo o "reserva de luxo". Com a suspensão do camisa 4 nos próximos dois jogos do Estadual e a boa fase dos outros dois, é possível que a ordem do trio mude.

Para Eduardo Baptista, Edu e Mina dão a ele maior qualidade na saída de bola. E este é um fator importante no time do treinador. No Paulistão, os três zagueiros dão em média pelo menos 36 passes por jogo. É mais do que Tchê Tchê (32 passes), Dudu (27), Michel Bastos (25) e Guerra (24), por exemplo. O colombiano, inclusive, é quem mais toca na bola pelo Verdão no Estadual.

- Quando eu era menor, o 10 era o articulador do time. Aí começaram a marcar o 10. A armação passou a vir para o 5 e o 8, os volantes. E eles também estão marcados. Hoje os grandes articuladores são os zagueiros. Com Edu e Mina, a experiência dos 35 anos do Dracena e um jovem de 23 anos com experiência enorme também, você une e dá uma química boa. Com eles, taticamente eu ganho passe. Produzimos um vídeo do Wilstermann com chances de gols e quase todas passaram pelos dois. O Mina é mais condutor de bola, o Dracena tem um passe vertical muito bom por trás. A grande sacada dos dois é a armação que vem de trás - explicou o treinador.

Enquanto Mina é uma arma para a condução de bola no campo de ataque, Dracena tem se destacado pelo baixo número de erros, mesmo jogando na esquerda - ele costuma atuar pela direita, mas esta é a mesma função de Mina . O camisa 3 é o líder, com folga, em rebatidas do Verdão no Paulista (11 por jogo). Vitor Hugo, apesar de também ter bons números, tem perdido jogos por suspensões, tanto na Libertadores quanto no Paulista.

Eduardo já disse que não tem uma escalação definida pelo número de opções em seu elenco. Montará, portanto, o time de acordo com a estratégia adotada. Na defesa, ele tem Mina, figura recorrente nas convocações da Colômbia, Edu, já mais experiente que não poderá jogar todas, além de Vitor, que está fora contra Santos e Mirassol, mas volta contra o Audax. Todos vão jogar, mas os titulares deste domingo vivem a melhor fase.

NÚMEROS DA DUPLA

Mina:
É o jogador com mais passes certos no Palmeiras no Campeonato Paulista. (46 por jogo) e com alto aproveitamento, de 95,2%. É quem mais fica com a bola por partida, também. Atuou três vezes na competição. Deve ficar as três partidas seguintes fora graças à convocação para as Eliminatórias.

Edu Dracena:
É o sexto jogador do time com mais passes certos no Paulistão (34 por jogo) e aproveitamento de 96,6%, maior número entre os jogadores de linha do Verdão. Na Libertadores, o índice é ainda maior, de pouco mais de 97% de acerto nos passes tentados.













E MAIS: