Dupla faz a diferença para a Holanda na fase de grupos e mira recordes na Copa do Mundo


A Holanda terminou a primeira fase na liderança do Grupo A, com duas vitórias e um empate. Grande parte do sucesso, no entanto, veio por conta de uma dupla de estreantes que está fazendo a diferença. Cody Gakpo, artilheiro da Laranja, e Frenkie De Jong, o "motorzinho do time", foram protagonistas e, agora, buscam marcas de lendas holandesas em Copas do Mundo.

GAKPO É SENSAÇÃO

Cobiçado por gigantes da Europa, Cody Gakpo é a grande revelação da Copa do Mundo até o momento. O meia-atacante de 23 anos marcou nos três jogos da Holanda na competição e é um dos artilheiros, ao lado de Enner Valencia, do Equador. E para aqueles que acham que é apenas uma boa fase, os números provam o contrário.

Até o momento, Gakpo disputou 32 jogos na temporada, marcou 18 gols e distribuiu 19 assistências. Com média de mais de uma participação direta em tentos por partida, o meia-atacante é um dos grandes destaques da Europa e, por isso, está na mira de Manchester United e Real Madrid. Com foco na Copa do Mundo, no entanto, ele pode bater mais um recorde.

+ Van Gaal confirma que delegação da Holanda 'secará' possíveis adversários do Grupo B

Com os três gols na fase de grupos, Gakpo ficou muito perto dos grandes artilheiros da Holanda em uma edição de Copa do Mundo. Neeskens, em 1974, Resenbrink, em 1978, e Wesley Sneijder, em 2010, marcaram cinco vezes e estão na liderança da lista, Curiosamente, todos chegaram à final da competição mais importante do futebol, mais um incentivo para o jovem de 23 anos.

Holanda x Catar
Holanda x Catar

Gakpo marcou mais um belo gol pela Holanda (Tolga Bozoglu/EFE)

DE JONG É DIFERENTE

Frenkie está fazendo uma Copa do Mundo excepcional, mesmo sacrificado no esquema de Van Gaal. No Barcelona, o jogador está bastante envolvido no ataque, mas, na Holanda, assume um papel de construção. No entanto, isso não impediu que ele balançasse as redes na partida contra o Qatar, nesta terça-feira.

+ Covid na Copa do Mundo? Qatar ignora doença e não exige testes para visitantes

Assim como Gakpo, De Jong sonha com o recorde do ídolo Dennis Bergkamp, líder de uma geração extremamente qualificada da Holanda. O ex-camisa 10 marcou três vezes na Copa do Mundo de 1998, quando chegou à semifinal e acabou eliminado pelo Brasil. O volante do Barcelona terá, pelo menos, mais um jogo para tentar igualar a marca.

VEJA NÚMEROS DE FRENKIE DE JONG NA COPA DO MUNDO

266 minutos
4 roubadas de bola por jogo
91% de precisão no passe
2 participações em gol

Holanda x Catar
Holanda x Catar

De Jong marcou após completar rebote do goleiro, em chute de Depay (Alberto Pizzoli / AFP)

A Holanda volta a campo pela Copa do Mundo neste sábado, no jogo que abre as oitavas de final. O adversário será os Estados Unidos, segundo colocado do Grupo B. As equipes se enfrentam às 12h (de Brasília), no Estádio Internacional Khalifa, em Doha.