Dunga repete 10 jogadores da Copa e chama Philippe Coutinho na 1ª convocação

AFP

O técnico Dunga fez nesta terça-feira sua primeira convocação desde que retornou ao comando da seleção brasileira, com dez atletas que participaram da última Copa do Mundo e jogadores jovens como Philippe Coutinho para amistosos contra Colômbia e Equador, nos dias 5 e 9 de setembro.

"Quem está na lista não está garantido, assim como quem não foi chamado não precisa achar que está excluído. Vamos buscar dar oportunidades a todos. Ainda é muito cedo para definir qualquer coisa. As portas estão abertas, ninguém está excluído da seleção", afirmou Dunga em entrevista coletiva, diante de dezenas de jornalistas que estavam na expectativa de conhecer os novos rumos da seleção.

Dos 22 convocados, Jefferson, David Luiz, Maicon, Luiz Gustavo, Fernandinho, Ramires, Oscar, Hulk, Willian e Neymar são os remanescentes da equipe que foi eliminada nas semifinais do Mundial, ao sofrer a pior humilhação da sua história com a goleada de 7 a 1 para a Alemanha, no Mineirão.

"A história mostra que fazer terra arrasada sem dar uma estrutura para jogadores mais novos que estão chegando para a seleção brasileira não dá certo. É preciso ter essa estrutura com jogadores experientes e aos poucos integrar novos jogadores", explicou o treinador.

Capitão da seleção na Copa, o zagueiro Thiago Silva, que está lesionado, ficou fora da convocação. Júlio César, Paulinho, Daniel Alves, Marcelo e Fred, que foram titulares na maior parte dos jogos do Mundial, tampouco foram chamados.

Três novidades

Um dos principais destaques da nova convocação é o talentoso meia Philippe Coutinho, de 22 anos do Liverpool, que teve atuações brilhantes com os 'reds' na temporada passada.

Ele só foi defendeu a seleção uma vez, em outubro 2010, para um amistoso contra o Irã (vitória por 2 a 0), depois de ter participado de uma temporada de treinos em Barcelona, pouco depois do técnico Mano Menezes assumir o comando da seleção.

A lista teve apenas três novidades, todos jogadores que atuam no Brasil.

Ricardo Goulart, artilheiro da edição atual do Campeonato Brasileiro, também ganhou sua primeira chance de representar o país, assim como Éverton Ribeiro, seu companheiro de clube no Cruzeiro e o zagueiro Gil, do Corinthians.

"Éverton Ribeiro foi convocado pela sua qualidade, pelo drible. Goulart é um jogador muito agressivo fisicamente. Ele é muito competitivo, é um meia que entra na área como fator surpresa e sabe concluir. Gil teve uma passagem no futebol europeu e agora se firmou no Corinthians, comanda muito bem a defesa", justificou Dunga.

A maior surpresa foi o retorno do atacante Diego Tardelli, de 29 anos, que não era convocado desde 2010. Ele é o único jogador da convocação com perfil de centroavante, o que pode significar que Dunga está disposto a jogar sem um 9 fixo.

"Depois da Copa do Mundo, entendemos que era preciso repensar alguns conceitos. Atacante é aquele jogador que chega na frente, não importa se ele é o 9, o 10, o 13 ou o 5. Falam que precisamos modernizar o futebol, mas ficamos muito presos a números e posição. Tem a possibilidade de jogar com nove fixo, sem nove, com atacantes mais abertos nas laterais", analisou.

Exemplo da Alemanha

No total, foram convocados seis atletas que atuam em clubes brasileiros (Jefferson, Gil, Éverton, Elias, Éverton Ribeiro e Diego Tardelli).

Dunga também convocou o lateral esquerdo Filipe Luís, que disputou a última Copa das Confederações e acabou ficando fora do Mundial.

O zagueiro Miranda, do Atlético de Madri, que também era cotado para a Copa e foi preterido por Henrique, também ganhou uma nova chance.

"Na Copa, todo mundo elogiou o trabalho da Alemanha, a longo e meio prazo. Agora nós temos a oportunidade de fazer este trabalho. Temos que buscar eficiência com qualidade. Na Copa, vimos a importância do coletivo. Não podemos deixar de lado a qualidade do jogador diferenciado, mas temos que trabalhar para que seja incluído num trabalho coletivo", resumiu Dunga.

O Brasil enfrentará a Colômbia no dia 5 de setembro, em Miami, no Estádio Sun Life. O amistoso contra o Equador será no dia 9 de setembro, em Nova Jersey, no Estádio Metlife.

Em seguida, a seleção disputará o Superclássico das Américas, contra a Argentina, no dia 11 de outubro em Pequim, na China, e fará um amistoso contra o Japão, no dia 15 em Cingapura.

O último jogo do ano será contra a Turquia, no dia 12 de novembro em Istambul.

Dunga foi técnico da seleção brasileira de 2006 a 2010, e saiu depois da Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, quando a equipe foi eliminada nas quartas de final pela Holanda (derrota por 2 a 1).


--Lista dos atletas convocados para os amistosos contra Colômbia e Equador:


Goleiros:

Jefferson (Botafogo)

Rafael Cabral (Napoli/ITA)


Zagueiros:

David Luiz (Paris Saint-Germain/FRA)

Marquinhos (Paris Saint-Germain/FRA)

Gil (Corinthians)

Miranda (Atlético de Madri)


Laterais:

Maicon (Roma/ITA)

Filipe Luís (Chelsea/ING)

Alex Sandro (Porto/POR)

Danilo (Porto/POR)


Volantes:

Luiz Gustavo (Wolfsburg/ALE)

Elias (Corinthians)

Fernandinho (Manchester City/ING)

Ramires (Chelsea/ING)


Meias:

Éverton Ribeiro (Cruzeiro)

Oscar (Chelsea/ING)

Willian (Chelsea/ING)

Phillippe Coutinho (Liverpool/ING)


Atacantes:

Ricardo Goulart (Cruzeiro)

Hulk (Zenit São Petersburgo/RUS)

Neymar (Barcelona/ESP)

Diego Tardelli (Atlético Mineiro)

Leia também