Duelo entre Brasil e Paraguai tem o maior público do ano em Itaquera

Após criar a expectativa de ser o maior público do estádio de Itaquera, o número de pessoas presentes à arena corintiana na Zona Leste ficou pouco abaixo do ainda recorde do local. Sem conseguir esgotar as mais de 46 mil entradas colocadas à venda, a marca atingida na noite desta terça-feira, no duelo entre a Seleção Brasileira e o Paraguai, ficou marcado como o segundo maior público no período pós-Copa.

Os 44.378 pagantes superaram por muito o maior contingente de pessoas levado ao estádio pelo Timão. Em reconstrução, a equipe conseguiu arrastar seu maior número de aficionados no clássico contra o Santos, disputado no começo deste mês, quando 36.111 corintianos acompanharam a vitória por 1 a 0 sobre o Santos, sem a presença de torcedores adversários.

Em termos gerais, o maior público da história do estádio foi na Copa do Mundo de 2014, na semifinal disputada entre Holanda e Argentina, com vitória dos sul-americanos nos pênaltis. Naquela ocasião, 63.267 pessoas pagaram para ver Lionel Messi e companhia segurarem o ímpeto holandês durante os 120 minutos de bola rolando e dispararem 4 a 2 nas penalidades para avançar à decisão contra a Alemanha.

A diferenciação entre a plateia da época do Mundial e a do período posterior se dá por causa da ausência das arquibancadas temporárias, que foram colocadas apenas para a Copa acima dos setores Norte e Sul. Sem as duas estruturas tubulares, retiradas pouco depois do embate entre argentinos e holandeses, a capacidade máxima foi reduzida drasticamente, impossibilitando que o recorde atual fosse ao menos “ameaçado” por qualquer outra partida.

A incrível renda de R$ 12.323.925,00 também ficou na segunda colocação, mas em termos de maior arrecadação com um jogo de futebol no país. O montante perde apenas para os mais de R$ 14 milhões que foram obtidos na final da Copa Libertadores da América de 2013, entre Atlético-MG e Olímpia, no Mineirão.