Dudu “sai correndo” de Itaquera para poder jogar pelo Palmeiras

O atacante Dudu foi um dos primeiros jogadores a deixar o vestiário da Seleção Brasileira no estádio de Itaquera, apressando o passo e sem se alongar nas entrevistas da zona mista. O jogador deixou claro que queria chegar rapidamente na sua casa para poder descansar e ficar à disposição do técnico Eduardo Baptista na partida do Palmeiras contra a Ponte Preta, às 21h45 (de Brasília) desta quarta-feira, no estádio Moisés Lucarelli.

“Acho que sim (dá para jogar). Vou para casa agora e descansar para estar bem”, disse o jogador, que nem se quer entrou em campo nas duas partidas das Eliminatórias, contra Uruguai e Paraguai. Dessa forma, Dudu não teve desgaste físico que pudesse justificar uma ausência frente aos campineiros. Como o Verdão já está classificado e pode escalar uma equipe com reservas, porém, sua presença ainda é incerta.

Convocado no lugar de Douglas Costa, do Bayern de Munique, o palmeirense minimizou o fato de não jogar e celebrou a possibilidade de conviver com os companheiros no dia a dia das concentrações. Já ambientado na delegação, ele espera receber mais chamados de Tite.

“É importante ter essa confiança do treinador, participar. Espero continuar fazendo um grande trabalho no Palmeiras para voltar”, afirmou o atacante, capitão da equipe alviverde e um dos pilares no esquema de Baptista. Na arena do Corinthians, porém, foi um dos poucos alvos de vaias da torcida presente, principalmente quando o seu nome foi anunciado no telão do estádio, no momento em que eram relacionados titulares e reservas da Seleção.

Convocado já neste ano para um amistoso contra a Colômbia, no Engenhão, em janeiro, Dudu fez um gol naquela ocasião e se tornou uma das opções no setor ofensivo do treinador. Com a classificação já assegurada para o Mundial, em 2018, o atleta vive a expectativa de receber mais chances nas quatro rodadas que restam nas Eliminatórias da Copa, todas no segundo semestre deste ano.