Dudu cita goleada sobre Peñarol e adota cautela contra rival boliviano

Com o moral alto após vencer o São Paulo pelo Campeonato Paulista, o Palmeiras encara o Jorge Wilstermann às 21h45 (de Brasília) desta quarta-feira, no Estádio Palestra Itália, pela Copa Libertadores. Ao falar sobre o duelo com o time boliviano, o atacante Dudu foi cauteloso.

Defendido pelo ex-são-paulino Alex Silva, o Jorge Wilstermann protagonizou a maior surpresa da primeira rodada da Copa Libertadores ao golear por 6 a 2 o tradicional Peñarol, dono de cinco títulos continentais, no Estádio Félix Capriles, em Cochabamba.

“Já vimos alguns vídeos deles. É um time bom, tanto que ganhou do Peñarol com seis gols. Sabemos que a Libertadores é muito difícil e temos que ter cuidado. Podemos tirar lições do ano passado”, disse Dudu, lembrando que o Palmeiras caiu logo na primeira fase da edição de 2016.

Na estreia pelo torneio continental, prejudicado pela expulsão do zagueiro Vitor Hugo ainda na etapa inicial, o time alviverde empatou por 1 a 1 contra o Atlético Tucumán, na Argentina. Para Dudu, o recente triunfo sobre o São Paulo fortalece o Palmeiras na busca pela primeira vitória na Libertadores.

“Precisávamos de uma vitória convincente em um clássico para dar moral. Ganhamos jogando bem e convencemos. Esperamos que o Palmeiras entre focado na quarta-feira e faça um grande jogo, como fez contra o São Paulo”, declarou o camisa 7.

Com Vitor Hugo suspenso, Edu Dracena será escalado no miolo de zaga ao lado do colombiano Yerry Mina, que cumpriu suspensão contra o Atlético Tucumán. O meia Alejandro Guerra, após boa atuação diante do São Paulo, pode ser titular no lugar de Keno.

O técnico Eduardo Baptista define o time titular para o confronto com os bolivianos durante o treino desta terça-feira, sem a presença da imprensa na Academia de Futebol. O clube alviverde já vendeu mais de 32 mil ingressos para o jogo contra o Jorge Wilstermann.