Duas paixões? Motorista baiano que vive em São Paulo conta como é torcer para Flamengo e Palmeiras

·2 min de leitura


A caminho do entorno do Allianz Parque, a reportagem do LANCE! solicitou um carro via aplicativo. O motorista era Edvaldo Conceição Silva, 39, baiano, da cidade Cruz das Almas, mas que há 16 anos vive em São Paulo.

Na conversa, o rapaz revelou o time de coração, na verdade, os times. Edvaldo é torcedor de Flamengo e Palmeiras, as duas equipes que fazem a final da Copa Libertadores, neste sábado (27), em Montevidéu-URU.

E o motorista garante que não há medida entre as paixões e que ficará neutro na decisão.

- Alguns amigos palmeirenses me chamaram para ir assar uma carne com eles, mas se eu fosse era como se tivesse torcendo para o Palmeiras. O Flávio (amigo flamenguista) me chamou para ir na casa dele, mas se eu fosse era como se tivesse torcendo para o Flamengo. Então hoje é dia para assistir o jogo em casa, sozinho, com uma Coca-Cola e um Guaraná. Se o Flamengo ganhar, eu tomo a Coca, que é vermelha. Se o Palmeiras ganhar, eu tomo o Guaraná, que é verde - conta o baiano.

Edvaldo, no entanto, conta que a torcida inicial foi para o Flamengo, por causa da difusão do futebol carioca no Nordeste. No entanto, ele afirma que sempre nutriu simpatia pelo Palmeiras, e quando chegou a São Paulo, aos 23 anos, decidiu assumir a sua torcida pelo Verdão.

O motorista tem quatro filhos, mas nenhum deles torce para Flamengo ou Palmeiras.

São três meninas, a mais velha, de 22 anos, é corintiana, as do meio, de 20 e 11 anos são são paulinas, mas Edvaldo garante que o recém-nascido, de quatro meses, está sendo incentivado a torcer para o Verdão.

- Tá em São Paulo. É muito peso você carregar o amor pelo Flamengo aqui. Mas se ele quiser Flamengo, ótimo, até santista, só corintiano e são paulino que não dá mais. Desafio é grande (fazer o filho ser Flamengo). Vai assistir o jogo aonde? Vai comprar uma camisa não vai achar. É bem mais fácil as coisas do Palmeiras - disse Edvaldo.

Questionado sobre quem venceria a final da Libertadores, Edvaldo não saiu do muro, ele até palpitou o placar, mas não para qual lado.

- Coloquei R$ 40 em um bolão. R$ 20 no 2 a 1 para o Flamengo e R$ 20 no 2 a 1 para o Palmeiras. Vai ser esse resultado para um dos dois. E que vença o melhor - afirma o motorista.

Flamengo e Palmeiras disputam quem se juntará a Grêmio, Santos e São Paulo como times brasileiros com mais títulos da Libertadores. Ambos têm duas conquistas e estão em busca do terceiro campeonato continental.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos