Duílio rebate declarações de diretor do Goiás em negociação por Michael

Novela envolvendo atacante Michael irritou dirigente do Corinthians (Foto:DIvulgação/CBF)
Novela envolvendo atacante Michael irritou dirigente do Corinthians (Foto:DIvulgação/CBF)


O diretor de futebol do Corinthians, Duílio Monteiro Alves, não gostou nem um pouco das declarações de Túlio Lustosa, dirigente do Goiás ao minimizar os valores oferecidos pelo Timão e dizer que já teria outras ofertas melhores pelo atacante Michael, alvo antigo da diretoria corintiana para a próxima temporada.

Consumada em dezembro, a oferta do Corinthians foi de 5 milhões de euros (R$ 22,6 milhões) por 50% dos direitos econômicos, com a possibilidade ainda de inclusão de jogadores. Duílio disse que a oferta está dentro do padrão da multa do jogador de 22 anos, e deixou clara a sua insatisfação com a postura do dirigente.

- O Corinthians fez uma proposta alta por 50% dos direitos econômicos dele, de 5 milhões de euros e baseada no valor da multa. Sempre tratando direto com o presidente Marcelo Almeida, com Mauro Machado, vice de futebol e com o Eduardo Maluf, agente do jogador. Em nenhuma vez falei com o Túlio Lustosa – disse o dirigente corintiano, em entrevista ao 'GloboEsporte.com'.

Duílio ainda lamentou a postura do diretor goiano, relembrando da antiga parceria entre as duas equipes no mercado da bola. Recentemente, Giovanni Augusto e Marlone foram emprestados pelo Timão ao time goiano, onde atuaram durante o ano passado.

– Sempre tivemos uma boa relação, sempre que ele (Túlio) precisou de jogador nosso entrou em contato, como foi com Marlone, sempre tudo foi falado entre nós. Mas agora, com uma proposta deste tamanho, ele prefere responder pela imprensa – afirmou.

Vale lembrar que Túlio disse que a proposta do Corinthians já havia sido superada por outras equipes e que gostaria de manter o jogador por mais uma temporada.

- Sim, aumentaram as propostas. Mas quando você não tem interesse em vender, não adianta vir uma oferta até maior do que a do mercado. O time que quiser negociar com Michael é só falar com ele e pagar a multa. O Goiás não quer ficar negociando. Temos interesse em manter um jogador do nível do Michael por mais um ano - afirmou Túlio.

Sem concretizar a chegada de Michael, a diretoria já começa a sondar outros nomes para a posição. Clayson deve ter sua venda oficializada para o Bahia no início da próxima semana.














Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também