Dragões da Real fecha primeiro dia do carnaval paulista com homenagem a Adoniran Barbosa

·1 min de leitura


A Dragões da Real foi última escola a entrar no Sambódromo do Anhembi para encerrar o primeiro dia de desfile do carnaval de São Paulo. Com o dia já claro na capital paulista, o sol só ajudou a aumentar o brilho das alegorias, que estavam cheias de referencias para o cantor e compositor Adoniran Barbosa.

O primeiro carro alegórico apresentado pela escola da organizada ligada ao São Paulo trazia um tom de velório, relembrando a frase de Vinícius de Moraes sobre São Paulo ser o túmulo do samba, assim o carro tinha detalhes góticos e que lembravam um cemitério, dessa forma a intenção da Dragões era simbolizar que estavam tirando Adoniran do túmulo.

Dragões da real
Dragões da real

Reprodução/TV Globo

Na última alegoria, homenagem para a Vila Esperança, bairro localizado na Zona Leste de São Paulo e local onde Adoniran conheceu o samba. Também tiveram outras referências, como Saudosa Maloca, famosa música do compositor paulista.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos