Dortmund x Schalke é o maior clássico da Bundesliga, aponta Élber, ídolo do Bayern de Munique

Goal.com

A Bundesliga alemã será o primeiro grande campeonato de futebol a retomar as atividades após a paralização geral motivada pela pandemia da Covid-19. E nada melhor para matar a saudade do futebol, após dois meses sem vermos a bola rolando, do que acompanharmos ao maior clássico do futebol alemão.

Não estamos falando de um jogo do Bayern de Munique, nem do duelo dos Bávaros contra o Dortmund – apelidado de Der Klassiker (O Clássico). O maior clássico e a maior rivalidade do futebol alemão é Dortmund vs Schalke, que se enfrentam neste sábado (16), no Signal Iduna Park.

'Coutinho se abala muito rápido', analisa Élber, ídolo do Bayern

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

E quem classifica o Revierderby como o maior clássico da Alemanha é um dos maiores ídolos... do Bayern! Nesta terceira parte da entrevista da Goal Brasil com Élber, o ex-atacante fala sobre o histórico de rivalidades no futebol alemão e avalia ascensão do Bayern na campanha 2019-20 da Bundesliga – dizendo, inclusive, que o Dortmund “deu mole” ao não ter aproveitado a fase ruim do gigante da Baviera. Confira abaixo!

Qual é a maior rivalidade do futebol alemão?

“Anos atrás era Bayern de Munique e Borussia Mönchengladbach. Era um clássico que as pessoas ficavam esperando para acompanhar, mas aí o Borussia Gladbach foi caindo, caindo... agora que eles estão voltando, de novo, a ficar ali na zona de classificação da Champions”.

Brasileiro do Leverkusen revela protocolos da Bundesliga em meio à Covid-19

“Mas desde que eu estou na Bundesliga, cheguei em 1994, para mim o maior clássico é Borussia Dortmund contra Schalke. Ali é rivalidade de região, sabe? Bayern contra Dortmund é legal porque todo mundo espera, geralmente são os times que disputam o título, mas de emoção mesmo é Borussia Dortmund vs Schalke. Ali é de arrepiar”.

O Bayern começou a temporada com resultados ruins na Bundesliga até se recuperar. Como você avalia a campanha até aqui?

“O Bayern começou jogando de uma forma irregular, houve a mudança em relação ao treinador. Entrou o Flick, um cara que já conhecia os jogadores do Bayern de Munique e seleção (alemã), e os pessoal tem um grande respeito e carinho por ele. Então foi fácil para ele conseguir atingir de novo os jogadores. Com o Niko Kovac, parecia que ele não conseguia chegar nos jogadores. Ele montava a equipe, mas parecia que não obedeciam aos seus comandos”.

Bundesliga 19-20: veja a tabela de classificação

“Com a mudança de treinador, os jogadores não tinham como se desculpar mais. Um jogo ruim não era mais culpa do treinador, como estava acontecendo antes, aí era culpa do jogador. E aí os jogadores se uniram e começaram a fazer grandes jogos, porque são jogadores muito bons. E agora estamos aí, de volta à liderança. O Borussia Dortmund deu muito mole, porque poderiam ter saído na frente do Bayern, aproveitado este período de baixa, mas nem eles nem o Leipzig conseguiram aproveitar e agora é difícil tirar o Bayern de Munique da liderança”.

Leia também