Erin, esposa de Gregg Popovich, técnico dos Spurs, morre aos 67 anos

EFE

San Antonio (EUA), 19 abr (EFE).- Erin Popovich, esposa do treinador do San Antonio Spurs, Gregg Popovich, morreu na quarta-feira, aos 67 anos, após ficar "doente por um longo período", de acordo com fontes jornalísticas.

Erin e Gregg se casaram enquanto ele trabalhava como treinador assistente na Academia da Força Aérea de 1973 a 1979. O pai de Erin, Jim Conboy, foi treinador de atletismo dos Falcões.

O casal teve dois filhos, Jill e Mickey, e quatro netos.

"Choramos a perda de Erin", disse através de um comunicado, o diretor-geral dos Spurs, RC Buford.

Ele acrescentou que Erin "era uma mulher forte, maravilhosa, amável e inteligente que brindava com amor, apoio e humor a todos nós".

Os Spurs pediram ao veículos de imprensa respeito pela privacidade da família.

Por sua parte, Kevin Durant, do Golden State Warriors, disse: "Quero que Pop saiba que toda a família da NBA o está apoiando".

"Isto é maior que o jogo. É maior que ganhar e perder. Se trata da irmandade que construímos como jogadores da NBA e todos os membros da família da NBA. Me sinto tão mal por Pop e sua família", completou.

Os Spurs jogarão nesta quinta sua terceira partida nos playoffs da Conferência Oeste contra os Warriors, que vencem a série por 2 a 0 a série.

Por enquanto ainda não há informações se o treinador estará com a equipe hoje. O treinador assistente, Ettore Messina, pode comandar os Spurs, no AT&T Center. EFE


Leia também