Dorival Júnior anuncia saída do Flamengo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Após conquistar a Copa Libertadores da América, há apenas três semanas, o técnico Dorival Júnior anunciou no final da noite desta sexta-feira (26) a sua despedida da agremiação rubro-negra. Em outubro ele também estava à frente do time na vitória contra o Corinthians que deu a taça da Copa do Brasil ao clube.

"A diretoria entendeu, e eu respeito isso, que esse momento seria de uma mudança", disse.

No vídeo da despedida, ele lembrou a chegada no dia 10 de junho ao Flamengo e afirmou que os meses seguintes marcaram a sua história.

"Jamais vou esquecer do jogo do Atlético Mineiro para frente e principalmente daquele domingo em que todos nós nos reunimos no centro do Rio de Janeiro", disse.

Dorival contou que, em conversa com a diretoria do clube, informou que pretendia dedicar-se em 2023 à agremiação. Segundo ele, a questão financeira não seria um problema para a renovação. "Como nunca foi, em clube nenhum que estive", destacou.

Ele agradeceu os jogadores e funcionários do Flamengo e afirmou que viveu dias leves no período em que esteve à frente da equipe.

"Carrego no coração toda a história e toda a participação de cada um de vocês", afirmou para os torcedores. "Às vezes sem ter de onde tirar, estão ali acompanhando o clube, torcendo, fazendo com que o Maracanã seja sempre um palco maravilhoso".

Em sua terceira passagem pela Gávea, o comandante foi o principal responsável por resgatar a confiança dos atletas depois de um início de temporada ruim, que resultou na demissão do português Paulo Souza, em julho, quando o time ocupava apenas a 14ª posição do Brasileiro. Ele também havia sido derrotado nas decisões do Estadual e da Supercopa do Brasil.

Nas duas passagens anteriores, sobretudo na primeira, iniciada em julho de 2012, ele enfrentou tempos de vacas magras --a saída dele em março de 2013 ocorreu por não aceitar uma redução salarial proposta pelo então presidente Bandeira de Mello.

"Você é diferenciado, professor, paizão, sempre estará na história, sou seu fã demais. Desejo o melhor sempre", disse o jogador Rodinei de Almeida ao se despedir do técnico. Outro atleta, Ayrton Lucas, agradeceu Dorival.