Dorival já escalou 5 zagas diferentes no ano e não descarta mais um reforço

SAMIR CARVALHO

SANTOS, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A dupla de zaga é o grande problema a ser resolvido pelo técnico Dorival Júnior no Santos. Em nove jogos nesta temporada, o alvinegro teve cinco duplas de zaga diferentes. Por conta disso, comissão técnica e diretoria não descartam até a contratação de mais um zagueiro. Os profissionais do clube estão atentos às revelações do Campeonato Paulista.

A posição não é prioridade, mas os "olheiros" do Santos estão de olho. Caso nenhum atleta se destaque na competição, a ideia é aguardar a volta da dupla de zaga titular, formada por Luiz Felipe e Gustavo Henrique, que se recuperam de cirurgias ligamentares no joelho.

No último final de semana, Dorival esperava repetir a zaga que estreou na Copa Libertadores da América, diante do Sporting Cristal, na quinta-feira passada, no Peru, mas o zagueiro Cleber sentiu fortes dores no joelho e, por isso, não atuou na goleada santista contra o São Bernardo, domingo (19).

David Braz e Lucas Veríssimo atuaram juntos pela primeira vez no ano. Os dois, aliás, formaram a dupla de zaga titular na campanha do título do Campeonato Paulista do ano passado.

Neste ano, Dorival optou por improvisar o volante Yuri na zaga nas primeiras rodadas do Paulistão. Ele atuou, na maioria dos jogos, ao lado de Lucas Veríssimo. Com exceção ao duelo contra a Ferroviária.

No entanto, após receber muitas críticas por escalar apenas um zagueiro de origem no início da temporada, Dorival mudou a zaga no clássico contra o Corinthians.

Desta vez, a dupla foi formada por Lucas Veríssimo e Cleber. Yuri atuou como volante.

Dorival ainda pode estrear na posição o argentino Fabián Noguera. O zagueiro só atuou no amistoso contra o Kenitra, do Marrocos, no Pacaembu, mas não jogou nenhuma partida oficial nesta temporada. Noguera, aliás, só foi inscrito para o Paulistão na "última leva" de atletas.