Dorival explica melhora do Santos no Peru e diz: 'Merecemos o gol'

Técnico gostou da postura do Peixe, principalmente no segundo tempo, e destacou a atuação de Vladimir, autor de duas grandes defesas no fim do embate

O técnico Dorival Júnior gostou da partida que fez o Santos contra o Sporting Cristal (PER) nesta quarta-feira, em Lima, pela estreia na Libertadores. Apesar de ter admitido certa superioridade do rival em momentos da partida, o comandante destacou a melhora do Peixe no segundo tempo e o gol de Thiago Maia, que decretou o empate por 1 a 1.

- No segundo tempo adiantamos a marcação, tivemos um volume maior de jogo. Mercemos o gol que fizemos. Na primeira etapa eles foram superiores em muitos momentos. Na segunda, o Santos buscou com muita intensidade. Acredito que para uma estreia de Libertadores foi um jogo muito equilibrado - analisou o técnico.

- Nós tivemos um pouco mais de volume na segunda etapa. Cristal prevaleceu na primeira. Foi um jogo agradável de se ver. As equipes buscaram o gol com intensidade o tempo todo e não se preocuparam apenas em marcar. Vinhamos de um momento com certa instabilidade, precisávamos alcançar um equilíbrio, uma recuperação, para que voltemos a jogar dentro de uma normalidade que o Santos sempre apresentou - completou Dorival.

Dorival lamentou que o gol dos peruanos, marcado por Cazulo, tenha sido em posição de impedimento, mas lembrou das duas defesas importantíssimas feitas por Vladimir já na reta final do embate, garantindo o empate.

- O gol, para mim, realmente foi uma jogada em impedimento. Entraram ali três jogadores. O jogador que concluiu a jogada tinha ficado entre a linha e o nosso defensor. Ele deu o tranco e se projetou para a bola. Naturalmente o bandeira se omitiu em alguns momentos do lado de lá. O gol eu tive a mesma impressão. Porém, eles tiveram duas grandes oportunidades, e o Vladimir defendeu. o empate espelhou o que foi a partida. As duas equipes buscaram oportunidades, para uma estreia foi importante para a reação da equipe - afirmou.

O Santos agora volta suas atenções para o Campeonato Paulista. A reapresentação será no sábado, enquanto no domingo o time enfrenta o São Bernardo fora de casa. Pela Libertadores, volta a campo na quinta-feira, contra o The Strongest (BOL) na Vila Belmiro.

Confira outros trechos da entrevista de Dorival no Peru:


Jogo
No segundo tempo tivemos posse de bola, jogamos dentro das nossas condições, a partir daí começamos a criar. O Vladimir fez também duas grandes defesas. Tivemos algumas boas oportunidades, uma bola importante com o Bruno, que arrancou e se tivesse o controle da bola estaria sozinho com o Ricardo para a definição da partida. Acho que foi um bom jogo, temos de reconhecer a estreia, ansiedade natural. Porém, com pouco mais de tempo, já com a volta dos jogadores com instabilidade maior, encontraremos um novo caminho. A equipe procurou jogar.

Retornos de Ricardo Oliveira, Lucas Lima e Renato
O Lucas Lima estava voltando, mas foi importante. O próprio Renato estava numa função importante. Às vezes você coloca alguém para poder entrar, e em pouco tempo ele não consegue entrar no ritmo. Era um momento que eu não podia abrir mão dos dois, pela dificuldade da partida. Mas foi importante, os jogadores fizeram grande partida, importante esse espírito da Libertadores.

Sporting Cristal
Acho que é uma equipe que trabalha a bola, que procura jogar sem chutões, sem violência. Duas equipes que se respeitaram acima de tudo, mas procuraram colocar a bola no chão. Acredito que tenha tido um equilíbrio no jogo. Tivemos a volta dos jogadores importantes que fizeram a diferença. A presença do Lucas deu uma instabilidade junto com o Renato ao nosso meio. A partir daí começamos uma remontagem da equipe.



















E MAIS: