Dorival exalta Matheus França e fala sobre planejamento para 2023: 'Assunto delicado'

Treinador celebrou a boa fase do garoto do Ninho (Foto: Paula Reis / Flamengo)


O Flamengo perdeu para o Corinthians por 2 a 1, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. O duelo marcava a festa pelos títulos da Copa do Brasil e Libertadores, e o Rubro-Negro acabou a partida aplaudido, mesmo com a derrota. Para o técnico Dorival Júnior, Matheus França está ganhando corpo.

+ VÍDEO: os melhores momentos da vitória do Corinthians sobre o Flamengo

O garoto do Ninho foi alvo de elogios do comandante na coletiva após o duelo. De acordo com Dorival, as vaias são parte do processo e Matheus se recuperou muito bem, com grandes atuações e gols contra América-MG e Corinthians.

- É um fato natural, o Matheus é um jogador de altíssimo nível. A prova disso são os números dele, eu acho que isso tudo mostra um pouco da capacidade dele. É tudo questão de tempo, se não me falha a memória é o primeiro ano de sub-20, ele tem 18 anos - disse, antes de completar:

- Temos que ter calma, paciência. Se outro dia aconteceram vaias é um fato natural, passou por esse momento, fez uma bela partida em Belo Horizonte e voltou a jogar bem hoje. Estou muito satisfeito, ele está evoluindo rapidamente. Importante salientar que ele está voltando de uma lesão. Não tenho dúvidas que teremos um jogador que o torcedor vai se orgulhar - finalizou.

+ Corinthians na fase de grupos: saiba os clubes que já têm vaga na Libertadores 2023


Dorival também detalhou o planejamento do Flamengo para 2023. Segundo o treinador rubro-negro, o assunto ainda é tratado com cautela internamente, já que existem diversas datas importantes já no início da próxima temporada.

- É um assunto delicado, são muitas alternâncias. Os possíveis convocados é uma situação, fatalmente voltam cada um em uma data. Teremos parada para Natal e Ano Novo. Temos que pensar isso muito bem, já estamos esboçando com os departamentos do clube. Estamos tentando programar várias situações para que tenhamos a melhor delas - prosseguiu, antes de concluir:

- Tudo isso está sendo amadurecido, antecipar férias não convém, ainda temos objetivos no campeonato. A equipe entrou para ganhar o jogo, mesmo que tenha sido uma semana atípica. A equipe deu uma resposta muito positiva, de uma equipe que quer e busca resultados a todo custo. A receita ideal ninguém tem, até porque essas paradas nos tiram a oportunidade de ter uma sequência certa - finalizou.

Agora, o Flamengo tem apenas três compromissos até o fim da temporada. O primeiro deles é neste domingo, diante do Coritiba, em jogo válido pela 36ª rodada do Brasileirão. O duelo está marcado para as 16h (de Brasília), no Couto Pereira.

VEJA OUTROS PONTOS ABORDADOS NA COLETIVA

Festa da torcida
- Não tem nem como medir a satisfação, a alegria de poder estar num momento como esse. É um clube que marcou a minha carreira, momento único, o espetáculo foi belíssimo. Não poderia ser diferente, nós víamos a satisfação do torcedor dentro da própria partida. Vai ficar marcado com certeza, para o resto da minha vida.

Reservas no Carioca
- Inicialmente sim, mas a partir de um determinado momento não. As datas importantes serão abertas no dia 28 de janeiro (Supercopa). Vamos ao Mundial e depois mais dois jogos decisivos (Recopa). Temos que ter tranquilidade para fazer o melhor planejamento possível. Ainda não temos uma rota definida, não queremos provocar situações desconfortáveis nos jogadores. Gostaríamos de aproveitar ao máximo todas as competições. Vamos fazer tudo com cautela.

Conversa antes do jogo
- Eu só tinha que enaltecer o que foi feito. Independente do desgaste, ninguém se escondeu, todos enfrentaram a situação, buscaram o resultado. Fizemos um bom jogo, o Corinthians foi cirúrgico, nós ao contrário. Tentamos jogar em cima dos adversários, mas tem dias que não saem como gostaríamos. Todos estávamos preparados, isso nós temos que elogiar.

Pulgar e Rodinei
- O Pulgar é um jogador de excelente nível, um cara que estamos tendo paciência de aguardar o melhor momento para ele. Ele teve uma lesão quando retornou da seleção, ficou parado quase 20 dias. Voltou agora, foi muito bem nas duas últimas partidas. Ele tem uma dinâmica muito interessante, joga com poucos passes. Lembra muito o Fabinho jogando (risos). É um jogador que tem agradado bastante, que vai nos ajudar muito na sequência das competições.

- Eu acho que o Rodinei se recuperou muito bem, isso é uma vitória para ele. Fico muito feliz, é um jogador muito interessante para o ambiente, clube, vestiário. Não estaria no Flamengo por seis anos se não tivesse algo a entregar. Ele se concentrou, colocou na frente o que queria e isso é fruto de muito trabalho dele.