Dorival admite elenco abatido por tragédia, mas quer foco por vitória

O Santos se prepara para enfrentar o Independiente Santa Fe, nesta quinta-feira, pela Copa Libertadores, em clima de luto pela morte dos pais do meia Rafael Longuine, um dos integrantes do elenco do Peixe. Apesar de reconhecer a dor compartilhada por todo o grupo alvinegro, Dorival Júnior quer ver em campo uma equipe focada em busca de uma vitória que seria fundamental para as pretensões da equipe no torneio continental.

“Não tem como ser diferente. (O Rafael Longuine) É uma pessoa muito querida pelo grupo. E mesmo que não fosse… É um ser humano fantástico. Os familiares dele estavam frequentemente no clube. A grande maioria tem relacionamento próximo com ele. É uma tragédia terrível. Todos estamos muito abalados, mas não podemos fugir do compromisso. É obrigação estarmos preparados. Não é fácil separar o lado humano, pessoal, do profissional, mas temos que fazê-lo rapidamente. Respeitamos o momento, mas temos que tentar estar em condições para fazer um grande jogo”, declarou o treinador santista.

Em relação ao estilo de jogo do adversário, Dorival destacou o poder de contra-ataque dos colombianos e citou o duelo entre Botafogo e Barcelona-EQU, na última terça-feira, em que os brasileiros foram derrotados por 2 a 0, como um alerta para o Santos não ser surpreendido dentro de casa.

“Temos que ter ansiedade comedida de voltar a atuar no Pacaembu, termos o equilíbrio de saber que é um adversário forte e rápido no contra-ataque. Temos que tentar neutralizar assim como foi na ida. Vimos ontem como foi decidida a partida entre Botafogo e Barcelona. Temos que ter esse cuidado especial porque é um jogo chave. Espero que façamos uma grande partida”, alertou o comandante.

Dorival encerrou fazendo um elogio à postura do elenco do Santos e aos bons resultados conquistados nos dois jogos disputados fora de casa. O treinador agora quer somar pontos em seus domínios para encaminhar a classificação para as oitavas de final da Libertadores.

“É um grupo muito equilibrado. Temos que ter atenção redobrada. Toda a preparação para essa partida, a cada dia, procurávamos estar atentos com os movimentos do adversário, com o que vinha acontecendo, para estarmos nos preparando da melhor forma possível. Um jogo importante e decisivo para a definição do grupo. Os pontos fora foram importantes. Espero que possamos confirmar tudo que fizemos lá fora aqui dentro”, completou.

A partida entre Santos e Independiente Santa Fe está marcada para esta quinta-feira, às 21h45(de Brasília), no Pacaembu. Caso vença, o Peixe chega aos oito pontos no Grupo 2 e fica muito próximo de garantir a classificação para as oitavas de final.