Doria desiste de desistir e vai enfrentar revolta no PSDB

·1 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O governador de São Paulo, João Doria, desistiu de desistir de se candidatar a presidente pelo PSDB, como havia anunciado a seu vice, Rodrigo Garcia, e a outros aliados na tarde de quarta (30).

Ele acertou isso em almoço nesta quinta (31) com o vice. O anúncio de que ele ficaria no Palácio dos Bandeirantes gerou uma crise, em especial com Rodrigo, a quem prometeu a cadeira para a disputa de outubro.

Doria tentou assim pressionar o PSDB a se unir para defender sua candidatura, mas agora contratou uma revolta da ala que não o quer na disputa e prefere Eduardo Leite (RS) ou algum aliado como nome da terceira via.

DESPEDIDA DO BANDEIRANTES

No evento de despedida de João Doria (PSDB), no Palácio dos Bandeirantes, diante de centenas de prefeitos, foi exibido um vídeo que exalta a atuação do tucano na pandemia, possibilitando a vacinação no país.

Como mostrou a Folha de S.Paulo, a vacina deve ser a marca de Doria durante a campanha eleitoral para o Palácio do Planalto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos