Dono do Spotify diz querer comprar o Arsenal: 'Ficaria feliz em assumir as operações'

LANCE!
·2 minuto de leitura

Considerado como o maior serviço de streaming de áudio do planeta, o Spotify pode entrar no mundo do futebol em breve. Em recente publicação nas redes sociais, o dono da plataforma, Daniel Ek, disse que gostaria de comprar o Arsenal caso os atuais donos mostrassem vontade de vender os Gunners.

Um dos principais motivos pelo interesse do sueco de 38 anos em adquirir o clube londrino é a insatisfação dos torcedores da equipe, especialmente após o episódio sobre a Superliga Europeia. Revoltados pelo Arsenal ter aderido ao movimento, fãs protestaram na última semana e pediram a saída de Stan Kroenke.

Leia também:

- Quando criança e durante minha adolescência, sempre torci pelo Arsenal desde que me lembro. Se a KSE (Kroenke Sports Enterprises, empresa que controla o Arsenal) quiser vender o clube, eu ficaria muito feliz em assumir as operações - disse Daniel Ek no Twitter.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

De acordo com a "ESPN", o dono do Spotify planeja fazer uma proposta para o grupo norte-americano que controla o Arsenal, que por sua vez não tem a intenção de deixar o clube. Ainda segundo a reportagem, Ek quer se juntar a lendas dos Gunners como Thierry Henry, Dennis Bergkamp e Patrick Vieira para concluir seu plano de administrar o time do coração.

Protesto de torcedores do Arsenal
Torcedores do Arsenal pediram a saída de Stan Kroenke do clube (Foto: DANIEL LEAL-OLIVAS / AFP)

Segundo a Forbes, o Arsenal está estimado atualmente em 2 bilhões de libras (R$ 15,1 bilhões). Já Daniel Ek tem fortuna avaliada em 3,4 bilhões de libras (R$ 25,7 bilhões) e não teria problemas para levantar fundos para concluir a operação.