Dome desabafa sobre comparações com Jesus: 'Não vim para competir com ele. Não tem sentido isso'

LANCE!
·2 minuto de leitura


Jorge Jesus deixou o Flamengo em julho, mas a sua trajetória vitoriosa segue servindo de instrumento para comparações com o trabalho de Domènec Torrent, o seu substituto. E na última quarta-feira, logo após a classificação às quartas de final da Copa do Brasil, conquistada com outra vitória sobre o Athletico-PR (4 a 2 no agregado), o catalão desabafou acerca do tema.

Dome realçou que "não têm sentido" as comparações, além de sublinhar que não chegou ao Flamengo para rivalizar com Jesus, que acertou com o Benfica depois de pouco mais de um ano pelo clube da Gávea - e dos títulos do Brasileiro, Libertadores, Supercopa do Brasil e Recopa Sul-Americana e Carioca.

- Deixa eu falar uma coisa que já quero há um tempo: o trabalho de Jorge (Jesus) foi excelente, mas o Dome não está aqui para competir com o Jorge. Tem que respeitá-lo e agradecê-lo muito. Estou competindo com o adversário, não com o Jorge. Estou aqui porque ele decidiu, legalmente, trabalhar em outro país. Não tenho nenhum problema quando me falam dele. Mas se vocês estão sempre comparando com o Jorge, vocês vão comparar também o próximo técnico depois do Dome. Não tem sentido isso - salientou, argumentando ainda:

- Quando chegamos aqui, o time parou 21 dias, só treinou sete. Nós não fizemos pré-temporada. É desculpa? Não, é uma realidade. Pré-temporada é importante para qualquer técnico. Jogamos cinco jogos em 15 dias. Se quiserem seguir falando isso (comparação), não tem problema, mas não somos os mesmos. Têm que saber isso.

Domènec Torrent - Flamengo
Domènec Torrent - Flamengo

Dome tem 25 jogos pelo Fla (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

Por fim, Torrent sublinhou que "o futebol é dos jogadores, não dos técnicos".

- Contrataram o Dome, podiam contratar outro técnico. As comparações são pois ele ganhou tudo, fez um trabalho maravilhoso, mas a gestão tem de continuar. Aceitei o Flamengo porque quero ganhar títulos, e achei que podia ajudar o time. O técnico nunca vence, ganham os jogadores. O futebol é dos jogadores, não dos técnicos. Estou muito feliz em trabalhar aqui. Se falam do Jorge, aceito, mas não somos os mesmos.

> Confira a tabela do Campeonato Brasileiro

Agora, Dome irá para o seu 26º jogo pelo Fla. O próximo compromisso será diante do Atlético-MG, às 18h15 deste domingo, pela 20ª rodada do Brasileiro e no Mineirão. O time do catalão terá uma briga direta pelo topo da competição.