Domènec Torrent lamenta falta de tempo no Flamengo: 'No Brasil trocam de técnico muito rápido'

Lucas Humberto
·2 minuto de leitura

A passagem de Domènec Torrent pelo Flamengo durou somente 99 dias, mas rendeu bastante história. Nessa quinta-feira (22), o treinador comentou sua trajetória no Brasil e lamentou não ter tido tempo de utilizar seu esquema tático preferido.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

"A formação que mais gosto é o 3-4-3. No Flamengo conversei muito sobre o assunto com o Filipe Luís. Mas não tive tempo, porque tenho a certeza de que deve treinar ele. É muito diferente do 5-3-2. E no Brasil eles trocam de técnico muito rápido", ressaltou, em conferência virtual organizada pelo The Coache's Voice.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Ele ainda comentou sobre a rotina dos clubes brasileiros: "No Flamengo, nos custou caro pois, devido à pandemia, jogávamos dia sim, dia não. Fomos líderes por alguns dias no torneio local, também na Libertadores. A maior dificuldade era a falta de tempo e treinamento".

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Torrent deixou o Flamengo com 14 vitórias, quatro empates, seis derrotas e um aproveitamento de 64,1%. O técnico, que atualmente está sem clube, classificou o Rubro-Negro para as quartas de final da Copa do Brasil e oitavas da Libertadores.

Para mais notícias do Flamengo, clique aqui.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.