Dois jogadores do Benfica se ferem em ataque a ônibus do time

AFP
O meia marroquino do Benfica, Adel Taarabt, protesta durante a partida da liga portuguesa contra o Tondela em frente a uma parede de cachecóis para suprir a ausência de torcedores
O meia marroquino do Benfica, Adel Taarabt, protesta durante a partida da liga portuguesa contra o Tondela em frente a uma parede de cachecóis para suprir a ausência de torcedores

Dois jogadores do Benfica ficaram feridos sem gravidade na noite de quinta-feira, após o ataque contra o ônibus da equipe com pedras, depois do jogo do campeonato português contra o Tondela, anunciou o clube de Lisboa nesta sexta-feira.

O jogador da seleção alemã, Julian Weigl, e da Sérvia, Andrija Zivkovic, "foram levados por precaução ao hospital devido aos estilhaços de vidro que os atingiram", afirmou o Benfica em um comunicado.

"O ônibus do Benfica foi atacado com pedras ao sair da estrada A2 em direção ao centro de treinamento do clube no Seixal" depois de deixar o estádio da Luz, informou o clube, que pediu às autoridades para "identificar" os autores "desses atos criminosos ".

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Após um hiato de três meses devido à pandemia de coronavírus, o campeonato português foi retomado com portões fechados na quarta-feira.

Um dia depois do Porto ter perdido por 2 a 1 para o Famalicão, o Benfica retomou a competição na quinta-feira, com um empate em 0 a 0 contra o Tondela, o que lhe permitiu se igualar em pontos ao rival nesta 25ª rodada do campeonato.

A liga portuguesa de futebol condenou o que chamou de "ataque covarde" contra o Benfica, que ocorreu "no momento em que o futebol português uniu suas forças para retomar uma atividade que faz milhões de pessoas vibrarem".

Leia também