Com dois gols de Willian, Chelsea faz 4 a 2 no Tottenham e vai à final

Líder do Campeonato Inglês com quatro pontos de vantagem para o Tottenham, o Chelsea enfrentou o concorrente pelas semifinais da Copa da Inglaterra neste sábado, em Wembley, e levou a melhor. Ganhou por 4 a 2 e agora aguarda o vencedor do confronto entre Arsenal e Manchester City, no domingo, para conhecer o seu adversário na decisão.

Os dois primeiros gols do Chelsea na partida foram marcados pelo meia brasileiro Willian, um de falta e outro de pênalti. No segundo tempo, com a igualdade configurada no marcador após Harry Kane e Dele Alli também anotarem, o ex-jogador do Corinthians acabou substituído por Hazard, poupado até então, e revoltou-se.

O belga, no entanto, também foi decisivo para a classificação do Chelsea diante do Tottenham. Foi dele o terceiro gol do time vestido de azul e a assistência para o quarto, em um belo chute de longa distância de Matic.

O jogo –Diante de quase 90.000 torcedores, o Chelsea não demorou para ficar à frente do Tottenham. Willian se apresentou para uma cobrança de falta aos quatro minutos de partida e colocou a bola no canto da meta defendida pelo goleiro francês Lloris.

Apesar de a vantagem ter animado a equipe de Antonio Conte, que se posicionava bem defensivamente e era perigosa quando avançava, o Tottenham alcançou nova igualdade pouco mais de dez minutos depois. Harry Kane, mesmo sem estar de frente para o gol, deu um leve desvio com a cabeça em cruzamento da direita do dinamarquês Eriksen e bateu o goleiro belga Courtois.

O Tottenham endureceu o jogo para o Chelsea a partir de então, mas sofreu outro gol antes do intervalo. Já aos 41 minutos, o nigeriano Victor Moses percebeu a aproximação do sul-coreano Son dentro da área, com um carrinho, e caiu. Pênalti, segundo a arbitragem. Willian se apresentou para chutar e deslocou Lloris.

No princípio do segundo tempo, contudo, o Tottenham voltou a reagir. Eriksen fez bom levantamento para Dele Alli, que avançava em velocidade entre o espanhol Azpilicueta e o brasileiro David Luiz, esticar o pé para acertar a rede.

Conte, então, resolveu agir. Trocou o belga Batshuayi e Willian pelo brasileiro naturalizado espanhol Diego Costa e por Hazard, também da Bélgica, em decisão que revoltou o autor dos dois gols marcados pelo Chelsea até então.

Mas a entrada de Hazard fez a diferença. Embora tivesse bom volume de jogo, o Tottenham foi vazado novamente aos 29 minutos. O astro belga dominou a bola na entrada da área após a defesa adversária afastar mal em cobrança de escanteio e finalizou cruzado. Lloris, com a visão encoberta, não evitou o gol.

Aos 35, já com o espanhol Fábregas no lugar do compatriota Pedro, o pragmático Chelsea definiu o jogo e ainda transformou a sua vitória parcial em goleada. O sérvio Matic soltou o pé depois de Hazard rolar a bola e acertou o ângulo, deixando Lloris sem reação.