Dodi explica características e espera repetir sucesso de Pituca no Santos

O volante Dodi foi apresentado pelo Santos nesta quarta (Foto: Ivan Storti/Santos)


Apresentado pelo Santos na manhã desta quarta-feira (28), o volante Dodi explicou suas funções e como trabalhou com o técnico Odair Hellmann no Fluminense. Apesar do sucesso no clube Carioca, o começo da carreira do novo camisa 19 do Peixe aconteceu bem antes.

Douglas Moreira Fagundes começou a carreira profissional no Criciúma, em 2014. Se transferiu para o Fluminense em 2018, onde se destacou. Dodi foi o quarto jogador mais utilizado por Hellmann no clube carioca, atrás apenas do goleiro Muriel, do meia-atacante Nenê e do zagueiro Nino.

- Eu fiz um trabalho no Fluminense. Costumava jogar de primeiro e segundo volante com o Odair. Desempenhei um bom papel lá, tanto de primeiro quanto segundo. Me adaptei bem. Espero fazer um bom trabalho no Santos - disse o volante.

Ao ser comparado com o volante Diego Pituca, que atualmente joga pelo Kashima Antlers, do Japão, Dodi espera repetir o sucesso do jogador no Peixe. O ex-camisa 21 santista é sempre um dos nomes mais comentados na janela de transferências santista e um atletas recentes mais queridos pelos torcedores.

- Pituca tem um carinho imenso da torcida. Cidade toda gosta dele. Espero fazer um bom trabalho para ter um pouco do carinho que ele tem no Santos e um trabalho bem feito como ele fez aqui - completa o reforço santista.

Com contrato de três temporadas, o Peixe não precisou abrir o bolso para acertar a compra do jogador. Ciente do interesse do volante em voltar ao futebol brasileiro, o clube japonês aceitou liberar Dodi gratuitamente, mas com a garantia de uma porcentagem de futura venda.