Bellucci reclama de altitude e prevê confronto emocionante com Equador

Guayaquil (Equador), 4 abr (EFE).- O brasileiro Thomaz Bellucci, melhor tenista do país no ranking da ATP, reclamou dos 2,5 mil metros de altitude da cidade de Ambato, onde o Brasil enfrentará o Equador entre sexta-feira e domingo pela segunda rodada do grupo I da Zona Americana da Copa Davis.

"Não gosto de jogar na altitude, mas estamos nos preparando para jogar bem", comentou nesta terça-feira o paulista, número 67 no ranking mundial.

Bellucci ressaltou a qualidade dos equatorianos e disse que os rivais já "estão acostumados a jogar na altitude", por isso prevê que "o confronto será emocionante".

A equipe brasileira será composta por Bellucci, Thiago Monteiro, Bruno Soares e Marcelo Melo. Já o Equador será representado por Iván Endara, Gonzalo Escobar, Emilio Gómez e Roberto Quiróz, que disse acreditar que os equatorianos têm potencial para superar o favoritismo do Brasil.

"Embora o Brasil seja favorito no papel, acho que temos os jogadores necessários para levar esta série", disse Quiróz, o número 1 equatoriano e 232º do mundo, em entrevista coletiva na cidade de Ambato.

O confronto será disputado entre sexta-feira e domingo. O sorteio para definir a ordem das partidas ocorrerá na próxima quinta-feira. EFE

rm/vnm