DM do Cruzeiro fica mais vazio e Scolari ganha várias opções para montar a equipe

Valinor Conteúdo
·1 minuto de leitura


A longa folga do Cruzeiro antes do duelo de sexta-feira, 20 de novembro, contra o Figueirense, no Mineirão, ajudou a Raposa a recuperar vários atletas que estavam com problemas físicos.

Assim, o técnico Luiz Felipe Scolari terá mais opções para armar a equipe na sequência da Série B. O time celeste já tem os retornos dos laterais Matheus Pereira, que teve um problema no joelho esquerdo, e Rafael Luiz, recuperado da Covid-19. A dupla pode ser relacionada para o compromisso contra os catarinenses.

Outras boas novas para Scolari são a presença de Arthur Caike, do meia Marco Antônio, que também deixaram o departamento médico e estão na fase de recondicionamento físico.

Também estão neste estágio de preparação física, o zagueiro Léo, o volante Henrique e o atacante Stênio. Com esse cenário de redução drástica de problemas físicos no Cruzeiro, Felipão terá algo que Enderson Moreira e Ney Franco não tiveram no período que comandaram o time: um elenco mais saudável e apto a jogar com mais frequência.


Os desfalques da Raposa para o jogo contra o Figueirense são o Filipe Machado pelo terceiro amarelo, e William Pottker por ter sido expulso contra o Guarani.

O Cruzeiro está com 24 pontos no Brasileiro da Série B e ocupa a 15ª colocação da competição. O time celeste não perde a sete jogos, sendo cinco com Felipão no comando.