Djokovic vence Shapovalov e vai à sétima final de Wimbledon

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Djokovic celebra vitória em Wimbledon
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

LONDRES (Reuters) - O atual campeão de Wimbledon, Novak Djokovic, superou golpes poderosos do canadense Denis Shapovalov para chegar à sua sétima final de Wimbledon, nesta sexta-feira, com uma vitória por 7-6 (3), 7-5 e 7-5.

O sérvio, de 34 anos, foi pressionado em alguns momentos do jogo por seu oponente de 22 anos em uma quadra central nublada, mas como ele quase sempre faz, aproveitou suas chances para marcar um confronto no domingo com o italiano Matteo Berrettini.

Décimo cabeça de chave, Shapovalov estava tentando se tornar o segundo canadense a chegar à final de Wimbledon e, apesar de ter mostrado um tênis brilhante, não conseguiu atingir o objetivo.

Ele acertou 40 winners, mas sempre que Djokovic se encontrava em perigo, ele comandou as ações, salvando 10 dos 11 break points que enfrentou e cometendo apenas 15 erros não-forçados, o que deixa o sérvio no caminho de igualar o recorde de Roger Federer e Rafael Nadal com 20 títulos de Grand Slam.

"Não acho que o placar diga o suficiente sobre o desempenho ou a partida", disse Djokovic em entrevista na quadra.

"Ele sacou para (fechar) o primeiro set e provavelmente era o melhor jogador no segundo set também, teve muitas chances. Vamos vê-lo muito no futuro, ele é um grande jogador."

(Reportagem de Martyn Herman)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos