Djokovic vence Ruud e é campeão do ATP Finals pela sexta vez

O tenista sérvio Novak Djokovic conquistou o ATP Finals pela sexta vez ao derrotar neste domingo na decisão o norueguês Casper Ruud, igualando o recorde de títulos de Roger Federer no torneio, que reúne os oito melhores jogadores da temporada.

Djokovic fechou o jogo em 2 sets a 0, com parciais de 7-5 e 6-3, em uma hora e meia de partida.

'Nole' encerra assim em grande estilo um ano que foi marcado por sua recusa a se vacinar contra a covid-19, postura que o tirou do Aberto da Austrália e do US Open, mas que também teve o título de Wimbledon.

Por sua vez, Ruud perdeu sua terceira final na temporada, depois de Roland Garros e do US Open. Mas 2022 é por enquanto o melhor ano de sua carreira, já que alcançou a segunda posição do ranking da ATP em setembro e na segunda-feira será terceiro.

"É decepcionante ter perdido essas três finais, mas se me oferecessem, em 1º de janeiro, para terminar a temporada como número 3 do mundo, para jogar as finais que joguei, teria aceitado imediatamente, sem um sombra de dúvida", comentou o norueguês, que ressaltou que ainda há "espaço para melhorar".

"É claro que joguei um tênis muito bom este ano, mas não sinto que atingi meu auge ou joguei o melhor tênis da minha vida", acrescentou.

O jogo começou com boas trocas de bola, com os dois tenistas confirmando seus serviços até a reta final do primeiro set, quando Djokovic conseguiu uma quebra para fechar em 7-5.

No segundo set, 'Nole' foi mais agressivo no início e quebrou o serviço de Ruud no quarto game para abrir 3-1 de vantagem, que administrou sem conceder nenhum break point até o final da partida.

ig/lh/iga-djm/cb