Djokovic vence Rublev e disputará sua 10ª semifinal de Aberto da Austrália

O sérvio Novak Djokovic se classificou nesta quarta-feira para sua décima semifinal de Aberto da Austrália ao derrotar com autoridade o russo Andrey Rublev, número 6 do mundo, por 3 sets a 0 (6-1, 6-2, 6-4) em pouco mais de duas horas.

O americano Tommy Paul (N.35) será o próximo adversário de Djokovic, que foi campeão em Melbourne todas as vezes em que chegou às semis.

Já recuperado de seu problema na perna esquerda, mas ainda usando uma bandagem, o sérvio se mostrou novamente imbatível na Rod Laver Arena, a quadra onde quer igualar no domingo o recorde de 22 títulos de Grand Slam de Rafael Nadal.

"Adoro jogar nestas condições nesta quadra. É minha quadra favorita", disse 'Nole', acrescentando com um sorriso que espera "continuar" sua espetacular estatística nas semifinais em Melbourne.

Com problemas físicos nos jogos da primeira semana do torneio, Djokovic mostrou desde o início do duelo o mesmo nível de dois dias atrás, quando atropelou o ídolo local Alex de Minaur.

Irreparável no saque, com 14 aces na partida, o sérvio tornou a vida de Rublev impossível, respondendo a seus potentes serviços e comandando longos ralis que o russo teve dificuldade de vencer.

Com sofrimento, Rublev foi mantendo seu primeiro serviço até sucumbir. Com 'deuce' e 2-1 no placar, acertou a bola com a haste da raquete e cometeu dupla falta. Dois games depois, voltou a ter o saque quebrado.

No segundo set, Rublev voltou sacando melhor, mas Djokovic conseguiu uma nova quebra no quinto game usando seus golpes no fundo da quadra para encurralar o russo, que terminou mandando uma esquerda na rede.

Com saque inapelável e buscando bolas que pareciam perdidas, 'Nole' conseguiu salvar dois break points no game seguinte, para desespero do russo, que reclamou com o juiz pela demora do sérvio para sacar.

Visivelmente irritado, Rublev teve o serviço quebrado em mais uma dupla falta e, embora tenha descarregado sua raiva batendo forte de direita, não conseguiu salvar o set.

"O placar nos dois primeiros sets não reflete a realidade do jogo", disse Djokovic, que depois de uma quebra no início do terceiro set só administrou a vantagem para fechar a partida.

dbh/psr/cb