Djokovic vence Ramos-Vinolas e põe Sérvia em vantagem na Copa Davis

Novak Djokovic e Albert Ramos-Vinolas abriram o confronto entre Sérvia e Espanha pelas quartas de final da Copa Davis nesta sexta-feira, em Belgrado. Jogando em casa, Djoko desta vez evitou surpresas e confirmou seu favoritismo diante do adversário vencendo a partida por 3 sets a 0, parciais de 6/3, 6/4 e 6/2, em uma hora e 57 minutos.

Esta foi a terceira vez que Novak Djokovic e Albert Ramos Vinolas se enfrentaram na carreira. O sérvio levava a vantagem de duas vitórias contra o rival, ambas em 20015, nos Masters 1000 de Indian Wells e Monte Carlo. Com o triunfo desta sexta, o número dois do mundo manteve a supremacia.

Ainda nesta sexta-feira Viktor Troicki e Pablo Carreno-Busta entram em quadra para o segundo jogo do confronto decisivo entre Sérvia e Espanha. Os dois países se enfrentaram apenas uma vez na Copa Davis, em 2009, quando os espanhóis levaram a melhor por 4 a 1 e se classificaram para as quartas de final. Posteriormente o time composto por Rafael Nadal, David Ferrer, Feliciano Lopez e Fernando Verdasco se sagrou campeão na final contra a República Tcheca.

Novak Djokovic foi cirúrgico no primeiro set. Buscando evitar surpresas, o sérvio fez um jogo seguro e não deu brechas a Vinolas nos primeiros games. A consistência do segundo melhor tenista da atualidade foi o fator-chave para que ele saísse vencedor da parcial. No sexto game ele conseguiu a importante quebra para ficar em vantagem e abrir 1 a 0 após confirmar seus dois serviços seguintes.

Seguindo muito bem no primeiro serviço, Djokovic manteve uma margem de erro baixa para pressionar o adversário e tentar matar o quanto antes o duelo. Ao contrário do que vem ocorrendo nos torneios deste início de temporada, o sérvio fez prevalecer a lógica e se impôs do seu lado da rede para fechar a segunda parcial em 6/4.

Bastou a Djokovic apenas manter a toada no terceiro set para conquistar a primeira vitória sérvia nas quartas de final da Copa Davis. Salvando o único breakpoint de Ramos-Vinolas e anulando dois serviços do espanhol, o número dois do mundo fechou o jogo tranquilamente e colocou seu país em posição mais confortável para o próximo duelo entre Troicki e Carreno-Busta.