Djokovic vence Medvedev e conquista seu sexto Masters 1000 de París

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 min de leitura
Novak Djokovic comemora depois de conquistar o título (AFP/Christophe ARCHAMBAULT)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O tenista Novak Djokovic, nº 1 do mundo, conquistou o Masters 1000 de Paris pela sexta vez em sua carreira, neste domingo, ao derrotar por 4-6, 6-3 e 6-3 o atual campeão Daniil Medvedev (2º), que o havia privado de vencer os quatro 'majors' no mesmo ano, em setembro no US Open.

O sérvio conquistou assim seu 37º título de Masters 1000 (um recorde), categoria inferior apenas aos torneios Grand Slam, melhorando em um título a marca de Rafael Nadal.

"Foi uma partida muito disputada decidida por pequenas margens com base em alguns pontos aqui e ali", disse Djoko.

"Fiquei muito satisfeito em como segurei meus nervos no final e consegui o match point. Queria terminar o final da temporada com um troféu e não queria me prender mental e fisicamente em um modo estressante", acrescentou.

"Eu sabia que as coisas iam se encaixar e eu iria trabalhar meu caminho para a partida", disse o sérvio.

Djokovic afirmou que não sentiu ressaca da derrota no Aberto dos Estados Unidos. "Quero dizer, eu já fechei esse capítulo", garantiu ele.

No sábado, Djokovic jé havia garantido encerrar o ano como nº 1 do mundo pela sétima vez, também um recorde, superando o americano Pete Sampras, que em seis ocasiões terminou o ano no topo do mundo.

Medvedev mostrou uma resistência muito sólida durante uma partida espetacular (38 winners para Djokovic, 32 para Medvedev) entre os dois melhores jogadores do mundo do momento.

O russo começou o jogo de forma consistente quebrando o primeiro saque de Djokovic. Mas o sérvio quebrou o do adversário um pouco depois para empatar em 2 a 2.

No entanto, Medvedev recuperou a vantagem de 4-3 e acabou vencendo o primeiro set por 6-4 no final, forçando Djokovic a correr atrás da vida.

O nível de jogo e a pressão aumentaram um pouco no segundo set. Djokovic começou avassalador obtendo uma vantagem de 4-1 e rapidamente igualou a partida, ao vencer o segundo set por 6-3.

O entusiasmo do público gerou algumas dificuldades para os jogadores nesses momentos, obrigando a árbitra Aurélie Tourte a chamar a atenção de um espectador. "Acho que, para você, é hora de dar um passeio lá fora", avisou ela.

Na terceira e decisiva parcial, os tenistas impuseram força em seus golpes, que alcançaram velocidades extremas, de uma linha a outra e de um canto da quadra a outro.

Mas Djokovkic vislumbrou a vitória após um duplo break point, que consolidou com 5-2 no placar, para acabar vencendo o set novamente por 6-3.

O sérvio acabou conquistando seu 86º título na carreira.

-- Torneios de Masters 1000 conquistados por Djokovic:

- Miami (quadra dura): 6 (2007, 2011, 2012, 2014, 2015 e 2016)

- Paris (quadra dura coberta): 6 (2009, 2013, 2014, 2015, 2019 e 2021)

- Indian Wells (quadra dura): 5 (2008, 2011, 2014, 2015 e 2016)

- Roma (saibro): 5 (2008, 2011, 2014, 2015 e 2020)

- Shanghai (quadra dura): 4 (2012, 2013, 2015 e 2018)

- Canadá (quadra dura): 4 (2007, 2011, 2012 e 2016)

- Madri (saibro): 3 (2011, 2016 e 2019)

- Monte Carlo (saibro): 2 (2013 e 2015)

- Cincinnati (quadra dura): 2 (2018 e 2020)

es-ig/fbx/iga/psr/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos