Morre torcedor lançado da arquibancada em jogo do Campeonato Argentino

Buenos Aires, 17 abr (EFE).- O jovem Emanuel Balbo, torcedor do Belgrano que foi agredido e jogado da arquibancada em partida contra o Talleres no último sábado, morreu nesta segunda-feira aos 22 anos no Hospital de Urgências da província argentina de Córdoba, como confirmado por seu pai, Raúl Balbo.

"O Club Atlético Belgrano lamenta profundamente a morte de Emanuel Balbo e, como instituição organizadora do evento no que ocorreram os fatos, ratifica sua predisposição com a causa no âmbito correspondente: a Justiça", manifestou o clube através de um comunicado.

Por sua vez, a promotora encarregada do caso, Liliana Sánchez, confirmou nesta segunda-feira, em declarações à emissora "Rádio Mitre" que já há quatro pessoas detidas por envolvimento no caso, uma delas menor de idade, todas acusadas de homicídio qualificado. No entanto, o instigador da agressão continua foragido.

Emanuel deu entrada no Hospital de Urgências de Córdoba em estado crítico devido a um trauma de crânio grave, segundo informações fornecidas durante o fim de semana pelo diretor do centro médico, Maximiliano Tittarelli.

O pai da vítima explicou que, durante o clássico de Córdoba, Emanuel encontrou na arquibancada do estádio Mario Alberto Kempes Oscar Gómez, acusado de ter atropelado e matado em 2013 outro filho de Raúl, que tinha 14 anos.

O pai da vítima, Raúl Balbo, explicou este fim de semana que durante o clássico cordobês perante Oficinas, Emanuel se encontrou na tribuna do Estádio Mario Alberto Kempes com Oscar Gómez, acusado de atropelar e matar faz quatro anos a outro de seus filhos, que então tinha 14 anos. EFE