Djokovic se irrita e aperta o cerco contra fake news de famosa televisão

Tennis Australia


Novak Djokovic conversou com a imprensa sérvia e detalhou seus problemas com famoso canal de televisão o qual acusou de promover fake news contra ele inclusive durante o torneio do Australian Open.

A informação é do jornalista sérvio Sasa Ozmo. Segundo Nole, a reclamação é da questão da ida ao banheiro fora das regras e o canal de televisão é o Eurosport que tem os direitos de transmissão do evento.

"Eles me colocaram em uma situação em que tive que reagir publicamente. Pela segunda vez em seis meses, tive um problema com o Eurosport. Eles ingressaram em uma nova empresa em Londres para gerenciar suas redes. Eu vi que era alguém novo e eles me confirmaram. Não me lembro exatamente o que aconteceu há seis meses, mas desde então eu disse que não daria mais entrevistas ao Eurosport. Eles pediram desculpas, mas estava tudo bem. Agora, vejo que estão novamente sensacionalistas e que pegaram algo totalmente fora de contexto."

“Depois de ver minha reação, o Eurosport deletou suas postagens, assim como fizeram da última vez. Eu dei uma entrevista para Barbara Schett, que se desculpou comigo. Boris Becker também entrou em contato comigo e com Mats Wilander. Todos eles trabalham para o Eurosport. Não tenho nada contra eles. Adoro o Eurosport, mas estas situações…”.

“Na ATP ou na WTA, deveria haver um sistema para proteger os jogadores contra essas coisas, para que alguém responda. Sou um alvo fácil para ser o vilão. É assim que eles me vendem. Para mim isso é algo normal, mas não vou tolerar mais injustiças”.

“Algumas coisas eu posso tolerar. Outras, não. Não posso deixá-los escapar impunes. Normalmente, não costumo reagir, como se pudesse ter reagido mil vezes a coisas que surgiram no passado. Mas isso passou dos limites. Ninguém me pediu desculpas publicamente. Eles vão fazer isso ? Não acredito. A Eurosport transmite o Aberto da Austrália e é uma das maiores redes de televisão do mundo. Eles poderiam ter feito um pedido público de desculpas."

“Eles se desculparam em particular, mas as pessoas não sabem disso. A maioria das pessoas que assiste tênis nunca saberá. Eles ainda vão pensar que desafiei o árbitro de cadeira e fui ao banheiro sem seguir as regras. Dessa forma, eles voltarão a me ver como alguém que faz o que quer, o que não é verdade. Já expliquei nas minhas redes o que aconteceu”.

"Voltei para a mesma coisa. Por que ninguém da ATP ou do torneio apareceu para explicar o que aconteceu, visto que a imprensa está me linchando publicamente ? Isso é algo que tem acontecido regularmente, mas eles não fazem nada. Sempre igual. Eles devem ter alguma responsabilidade para com os jogadores. Algum tipo de proteção. Mas não, vão continuar a pensar que fazem o que querem e que lhes dão os golpes que forem, que vamos continuar calados”.