Tênis: Djokovic salva match-point, vence batalha de mais de três horas e é campeão em Adelaide

Novak Djokovic exibe o troféu do torneio de Adelaide (Foto: Adelaide International)


Em seu primeiro torneio no retorno um ano após ser deportado, Novak Djokovic levantou o caneco, no ATP 250 de Adelaide, na Austrália. E foi uma verdadeira batalha na final do primeiro torneio da temporada.

O sérvio número cinco do mundo superou o americano Sebastian Korda, 33º colocado, por 2 sets a 1 com parciais de 6/7 (10/8) 7/6 (7/3) 6/4 após 3h08min de batalha na quadra central do Memorial Drive.

+ Veja polêmico ranking de clubes do Brasil por grandeza de seu maior ídolo

Djokovic salvou um match-point no segundo set e conseguiu a única quebra do terceiro set no décimo game e momento decisivo com um erro de Korda após longa troca de bolas. Ele vibrou apontando para a cabeça.

Esta é sua 92ª conquista na carreira, igualando o feito de Rafael Nadal. Foi também o 11º título em torneios na Austrália, onde venceu nove vezes o Australian Open e agora pela segunda vez em Adelaide, onde havia vencido em 2007.

Djoko agora é quarto maior vencedor de títulos do circuito da ATP. Ele soma 12 títulos de ATP 250 mais 21 de Grand Slam, seis de ATP Finals, 38 de Masters 1000 e 15 de ATP 500.

Tanto Djoko quanto Rafa estão a duas conquistas de Ivan Lendl, que possui 94 canecos. Roger Federer vem mais à frente, com 103 títulos, e Jimmy Connors é o maior, com 109.