Arsenal anuncia que Arsene Wenger deixará o clube no final da temporada

EFE

Londres, 20 abr (EFE).- O francês Arsene Wenger, técnico do Arsenal, deixará a equipe inglesa ao final desta temporada, após 22 anos no cargo, informou nesta sexta-feira o clube através de um comunicado intitulado "Merci Arsene" (Obrigado, Arsene) em seu site.

"Depois de considerar e discutir com o clube, senti que é o momento justo para se afastar no final desta temporada", explicou o treinador francês.

Wenger afirmou que está "encantado" por ter tido o "privilégio" de servir ao clube durante tantos anos.

"Quero agradecer à equipe técnica, aos jogadores e aos diretores que fazem deste clube tão especial. Eu peço aos torcedores que continuem apoiando o time para terminar esta temporada na melhor posição possível", completou.

A saída de Wenger era um tema recorrente nas últimas temporadas, por conta da estagnação nos resultados do clube londrino, que pela segunda temporada consecutiva não se classificará para a Liga dos Campeões da Europa.

O final da sua etapa à frente do Arsenal começou a soar com mais força nos últimos meses, sobretudo, por causa da derrota na final da Copa da Liga (EFL Cup) para o Manchester City por 3 a 0 e aos maus resultados na liga.

No momento, o Arsenal é sexto colocado na tabela, na zona de classificação para a Liga Europa, com 54 pontos, a 33 do líder e campeão por antecipação, Manchester City.

Wenger, de 68 anos, ainda pode se despedir do Emirates com um troféu, já que ainda está na disputa pela Liga Europa, título que nunca conquistou. Nas semifinais, o Arsenal enfrentará o Atlético de Madrid.

Entre a lista de possíveis substitutos, um nome que aparece com força é do ex-jogador do próprio clube, o também francês Patrick Viera, a quem Wenger, esta semana, não hesitou em apontar como um possível substituto. "Ele tem o potencial assumir meu trabalho um dia", disse, sobre o atual treinador do New York FC, dos Estados Unidos.

O técnico francês, do qual não se sabe se comandará outra equipe, finalizou o comunicado pedindo aos torcedores que "cuidem" dos valores do clube e prometeu dar seu "amor e apoio" para sempre ao clube.

Wenger chegou ao Arsenal em setembro de 1996 e conquistou, nos 22 anos de clube, três títulos do Campeonato Inglês e sete FA Cup (Copa da Inglaterra).

Além disso, em seu histórico com os 'Gunners' aparecem sete Community Shield (Supercopa da Inglaterra) e uma final da Liga dos Campeões da Europa, além de ter dirigido o Arsenal no título invicto do Campeonato Inglês da temporada 2003/2004.

Ele ainda conquistou o prêmio de melhor treinador do Inglês em 1998, 2002, 2004, além da premiação de melhor técnico da década, segundo a IFFHS, em 2010.

Antes do Arsenal, Wenger treinou o Nancy e Monaco, ambos da França, e do Nagoya Grampus, do Japão. EFE


Leia também