Djokovic reclama de dores, mas supera Dimitrov e avança no Aberto da Austrália

MELBOURNE (Reuters) - Novak Djokovic segue firme rumo ao seu décimo título do Aberto da Austrália depois de uma vitória contundente neste sábado por 7-6(7), 6-3 e 6-4 sobre o búlgaro Grigor Dimitrov para alcançar a quarta rodada da competição, mas o sérvio teme que o tendão esquerdo recentemente lesionado vire um problema em breve.

O tenista, de olho no 22º título de Grand Slam para igualar Rafa Nadal, disse que teve "altos e baixos" do ponto de vista físico durante as três horas e sete minutos em que esteve em quadra, enquanto Dimitrov buscava em vão sua segunda vitória sobre o sérvio no 11º duelo entre eles.

Djokovic falou sobre o quão desgastante é disputar partidas em um estado físico abaixo do considerado ideal por ele.

"É o que é. É uma circunstância que você tem que aceitar", acrescentou. "Estou grato por poder jogar. Do jeito que parecia antes do início do torneio, pensei que não seria possível."

"Eu ainda estou vivo, ainda estou me segurando".

(por Shrivathsa Sridhar)